Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escolhas & Percursos

...espaço de discussão, de formação, de cultura, de curiosidades, de interacção. Poderemos estar mais próximos. Deus seja a nossa Esperança e a nossa Alegria...

Escolhas & Percursos

...espaço de discussão, de formação, de cultura, de curiosidades, de interacção. Poderemos estar mais próximos. Deus seja a nossa Esperança e a nossa Alegria...

15.06.10

Juízo final: como amei?!

mpgpadre
       Mateus dá-nos uma descrição clássica do Juízo Final:
       ... o Filho do Homem senta-se num trono, e separa, como um pastor, os cabritos das ovelhas.
       Neste momento, a grande pergunta do ser humano não será:"Como vivi?"
       Será, isso sim: "Como amei?"
       O teste final de toda busca da Salvação, será o Amor.
       Não será levado em conta o que fizemos, em que acreditámos, o que conseguimos.
       Nada disso nos será pedido. O que nos será pedido: será a maneira de amar o próximo.
       Os erros que cometemos nem sequer serão lembrados.
       Seremos julgados pelo bem que deixamos de fazer.
       Pois manter o Amor trancado dentro de si é ir contra o Espírito de Deus, é a prova de que nunca O conhecemos, de que Ele nos amou em vão, de que Seu Filho morreu inutilmente.
       Deixar de Amar significa dizer que Deus jamais inspirou os nossos pensamentos, as nossas vidas, e que nunca chegámos junto Dele o suficiente para sermos tocados pelo seu deslumbrante Amor. Significa que: "eu vivi por mim mesmo, pensei por mim mesmo, por mim mesmo, e ninguém mais como se Jesus jamais tivesse vivido, como se Ele jamais tivesse morrido."
       É diante de Deus que as nações do mundo serão reunidas. É na presença de todos os outros homens que seremos julgados. E cada homem julgar-se-á a si mesmo. Ali estarão presentes aqueles que encontramos e ajudamos. Ali também vão estar aqueles que desprezamos e negamos. Não há necessidade de chamar qualquer Testemunha, pois a nossa própria vida se encarregará de mostrar, na frente de todos, o que fizemos.
       Nenhuma outra acusação - além da falta de Amor - será proferida.
       Não se enganem; as palavras que neste Dia ouviremos não virão da teologia, não virão dos santos, não virão das igrejas.
       Virão dos famintos e dos pobres.
       Não virão dos credos e das doutrinas.
       Virão dos desnudos e desabrigados.
       Não virão das Bíblias e dos livros de orações.
       Virão dos copos de água que damos ou deixamos de dar.
       Quem é Cristo?
       É aquele que alimentou os pobres, vestiu os nus, e visitou os doentes.
       Onde está Cristo?
       "Todo aquele que receber uma criancinha destas em meu nome, também me recebe."
       E quem está com Cristo?
       Aquele que ama.
"O Dom Supremo", Henry Drummond, in Conhecer e Seguir Jesus.

04.06.10

Olhar sobre os outros...

mpgpadre

       O ancião descansava sentado num velho banco à sombra de uma árvore, quando foi abordado pelo motorista de um automóvel que estacionou a seu lado:
       - Bom dia!
       - Bom dia! Respondeu o ancião.
       - O senhor mora aqui?
       - Sim, há muitos anos...
       - Venho de mudança com a minha família e gostaria de saber como é o povo daqui. Como o senhor vive aqui há tanto tempo deve conhecê-lo muito bem.
       - É verdade, falou o ancião. Mas por favor, me fale antes da cidade de onde vem.
       - Ah! É óptima. Maravilhosa! Gente boa, fraterna... Eu e minha família fizemos lá muitos amigos. Só a deixei por imperativos da profissão.
       - Pois bem, meu filho. Esta cidade é exactamente igual. Vai gostar daqui.
       O forasteiro agradeceu e partiu.
       Minutos depois apareceu outro motorista e também se dirigiu ao ancião:
       - Estou chegando para morar com minha família aqui. O que me diz do lugar?
       O ancião lançou-lhe a mesma pergunta:
       - Como é a cidade de onde vem?
       - Horrível! Povo orgulhoso, cheio de preconceitos, arrogante! Não fiz um único amigo naquele lugar horroroso!
       - Sinto muito, meu filho, pois aqui você encontrará o mesmo ambiente...
       Todos vemos no mundo, nas pessoas e na família algo do que somos, do que pensamos, de nossa maneira de ser.
       Se somos nervosos, agressivos ou pessimistas, veremos tudo pela ótica de nossas tendências, imaginando conviver com gente assim.
       Em outras palavras, o mundo, a cidade, a família tem a cor que lhe damos através das nossas lentes.
       Se nossas lentes estão escurecidas pelo pessimismo, tudo à nossa volta nos parecerá escuro.
       Tudo, para nós, parecerá constantemente envolto em trevas.
       Se nossas lentes estão turvadas pelo desânimo, o universo que nos rodeia se apresenta desesperador.
       Mas, se ao contrário, nossas lentes estão clarificadas pelo otimismo, sentiremos que em todas as situações há aspectos positivos.
       Se o entusiasmo é o detergente das nossas lentes, perceberemos a vida em variados matizes de luzes e cores.
       A cor do mundo, da cidade e da família, portanto, depende da nossa ótica.
       O exterior estará sempre refletindo o que levamos no interior!
       Que possamos olhar na ótica de Deus e não do mundo!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Relógio

Pinheiros - Semana Santa

- 29 março / 1 de abril de 2013 -

Tabuaço - Semana Santa

- 24 a 31 de abril de 2013 -

Estrada de Jericó

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D

Velho - Mafalda Veiga

Festa de Santa Eufémia

Pinheiros, 16/17 de setembro de 2012

Primeira Comunhão 2013

Tabuaço, 2 de junho

Profissão de Fé 2013

Tabuaço, 19 de maio

Em destaque no SAPO Blogs
pub