Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escolhas & Percursos

...espaço de discussão, de formação, de cultura, de curiosidades, de interacção. Poderemos estar mais próximos. Deus seja a nossa Esperança e a nossa Alegria...

Escolhas & Percursos

...espaço de discussão, de formação, de cultura, de curiosidades, de interacção. Poderemos estar mais próximos. Deus seja a nossa Esperança e a nossa Alegria...

22.09.12

Heitor e as 23 lições da felicidade...

mpgpadre

Lições sobre a felicidade, sugeridas por Heitor, em "Heitor e a procura da felicidade":

Lição n.º 1: Uma boa maneira de estragar a felicidade é fazer comparações.

Lição n.º 2: A felicidade surge muitas vezes de surpresa.

Lição n.º 3: Muita gente só perpetiva a sua felicidade no futuro.

Lição n.º 4: Muita gente pensa que a felicidade é ser mais rico ou mais importante.

Lição n.º 5: Às vezes a felicidade é não compreender.

Lição n.º 6: A felicidade é uma boa caminhada no meio de belas montanhas desconhecidas.

Lição n.º 7: O erro é acreditar que o objetivo final é a felicidade (explicar melhor).

Lição n.º 8: A felicidade é estar com as pessoas que amamos.

Lição n.º 8 bis: A infelicidade é estar separado daqueles que amamos.

Lição n.º 9: A felicidade é não faltar nada à família.

Lição n.º 10: A felicidade é ter uma ocupação de que se gosta.

Lição n.º 11:A felicidade é ter uma casa e um jardim.

Lição n.º 12: A felicidade é mais difícil feliz num país governado por pessoas más.

Lição n.º 13: A felicidade é sentir-se útil aos outros.

Lição n.º 14: A felicidade é ser-se amado por aquilo que se é.

          Nota: as pessoas são mais simpáticas com uma criança que sorri (muito importante).

Lição n.º 15: A felicidade é sentir-se completamente vivo.

Lição n.º 16: A felicidade é festejar.

          Pergunta: Será a felicidade apenas uma reação química do cérebro?

Lição n.º 17: A felicidade é pensar na felicidade daqueles que amamos.

          Lição n.º 18: A felicidade seria poder amar várias mulheres ao mesmo tempo. (Riscado, as mulheres não estariam pelos ajustes. Para substituir a

Lição n.º 18: A felicidade é não dar demasiada importância à opinião dos outros.

Lição n.º 19: O sol e o mar são a felicidade para todas as pessoas.

Lição n.º 20: A felicidade é uma maneira de ver as coisas.

Lição n.º 21:A rivalidade é um poderoso veneno da felicidade.

Lição n.º 22: As mulheres são mais atentas que os homens à felicidade dos outros.

Lição n.º 23: A felicidade é ocuparmo-nos da felicidade dos outros?

As três lições que o monge lhe sugere:

Lição n.º 20: A felicidade é uma maneira de ver as coisas.

Lição n.º 13: A felicidade é sentir-se útil aos outros.

Lição n.º10: A felicidade é ter uma ocupação de que se gosta.

 in François LELORD, As viagens de Heitor. Heitor e a procura da felicidade. Lua de Papel (Leya), Alfragide 2011.

21.09.12

LELORD - Heitor e a procura da felicidade

mpgpadre

François LELORD, As viagens de Heitor. Heitor e a procura da felicidade. Lua de Papel (Leya), Alfragide 2011.

       François Lelord ganhou crédito como professor e psiquiatra, abrindo o seu próprio consultório em Paris. Entre França e Estados Unidos, o autor desta pérola fez carreira também como consultor de grandes empresas. Sempre insatisfeito, procurou respostas para responder ao facto de muitas pessoas que tendo tudo não eram felizes. Imaginou então Heitor, numa viagem em procura de um significado para a vida.

       A história de Heitor entrelaça-se na história do próprio autor e remete-nos de imediato, como se sublinha na contracapa, para dois autores bem conhecidos: Antoine de Saint-Exupéry,  em "O Principezinho", em que este busca a felicidade através do espaço, mas volta a casa e ao seu planeta onde está a razão da sua vida, e Paulo Coelho, em o Alquimista, em que o personagem principal vai em busca do tesouro, até que descobre que se encontra no lugar de partida, em sua casa.

       Heitor, insatisfeito com a vida de psiquiatra, cansado de ouvir e dar conselho, faz umas férias e parte em buscas de respostas. Vai perguntando às pessoas se elas são felizes e o que as torna felizes. Diversos encontros e experiências, ele voltará a dar consultas, mais decidido, mais assertivo.

       É uma viagem que vale a pena fazer. É uma história cativante. Lê-se com muito agrado. Acessível a qualquer leitor. Linguagem clara e perceptível. Para quem gosta de ler é um encanto. Para quem não gosta muito de ler, esta é uma leitura que envolve e não cansa, de modo nenhum.

       "Heitor e a procura da felicidade" está a ser adaptado para o cinema. Com grande sucesso a Viagem de Heitor continua em "Heitor e os segredos do Amor" e "Heitor e a Passagem do Tempo".

 

Na internet encontram-se muito comentários sobre este livrinho, por exemplo, AQUI:

Em A Viagem de Heitor, o escritor francês François Lelord cria uma delicada alegoria sobre nossa própria sede de felicidade e a procura que empreendemos durante toda a nossa vida para encontrá-la. Heitor, um jovem psiquiatra, decide embarcar numa longa viagem ao redor do mundo. Seu objetivo é conhecer pessoas de diferentes culturas e situações sociais para realizar uma pesquisa de campo sobre a felicidade. A partir das respostas que recebe para perguntas aparentemente simples, como “Você é feliz?” ou ainda “O que é a felicidade para você?”, ele elabora hipóteses que são cuidadosamente anotadas e transformadas em lições compartilhadas com os leitores.

“Lá fora, o dia continuava magnífico, mas Heitor estava um pouco tristonho. Parou para arrumar a louça chinesa em sua sacola. Não queria correr o risco de quebrá-la. Entre os dois pratos, encontrou uma pequena tira de papel. Estava escrito: 20-13-10. Heitor puxou rápido seu bloco e leu:
Lição número 20: A felicidade depende do modo de ver as coisas.
Lição número 13: A felicidade é sentir-se útil aos outros.
Lição número 10: A felicidade é trabalhar no que a gente gosta.
Heitor pensou que essas eram ótimas lições. Pelo menos para ele.”

e AQUI.

08.07.10

Desejo-te mais tempo!

mpgpadre

       Não te desejo um presente qualquer,

       Desejo-te somente aquilo que a maioria não tem.

       Tempo, para te divertires e para sorrir;

       Tempo para que os obstáculos sejam sempre superados

       E muitos sucessos comemorados.

       Desejo-te tempo, para planear e realizar,

       Não só para ti mesmo, mas também para doá-lo aos outros.

       Desejo-te tempo, não para ter pressa e correr,

       Mas tempo para encontrares a ti mesmo,

       Desejo-te tempo, não só para passar ou para vê-lo no relógio,

       Desejo-te tempo, para que fiques;

       Tempo para te encantares e tempo para confiar em alguém.

       Desejo-te tempo para tocar as estrelas,

       E tempo para crescer, para amadurecer.

       Desejo-te tempo para aprender e acertar,

       Tempo para recomeçar, se fracassar.

       Desejo-te tempo também para poder voltar atrás e perdoar.

       Para ter novas esperanças e para amar.

       Não faz mais sentido protelar.

       Desejo-te tempo para ser feliz.

       Para viver cada dia, cada hora como um presente.

       Desejo-te tempo, tempo para a vida.

18.03.10

Ama e viverás...

mpgpadre

Já percebeste que para seres feliz e andares alegre só tens um caminho: amar?

Já entendeste até ao mais íntimo de ti próprio que a felicidade está mais em dar do que em receber?

Já assumiste com Cristo que o «mandamento novo» é que liberta e faz feliz?


Ama e viverás.

Ama e serás feliz.

Ama e serás santo.


Entra nesse mistério de dar sem esperar recompensa,

de amar sem ser amado,

de saíres de ti na entrega total e generosa.

Faz, age, concretiza o amor.


Esquece-te de ti,

não te centres no teu eu,

no teu problema, na tua doença, na tua «tragédia em copo de água».


Abre-te aos outros.

Abre-te ao amor.

Sê homem ou mulher de coração aberto.

 

Sentirás cansaço, porventura repugnância,

sentirás medo,

sentirás às vezes quase revolta quando os outros

não sentem o teu dom,

não agradecem, não retribuem.

É aí que tu és cristão ou cristã a sério.

Não desanimes.

Só o amor é caminho de santidade, de felicidade.

E não desistas nunca de amar,

mesmo quando não sentes o fruto concreto desse amor.


Que a tua única resposta,

a tua «vingança» seja amar mais, amar melhor,

lançar-te ainda mais a um amor mais forte.
 

Dário Pedroso, s.j., em "Sinfonias do amor", in Conhecer e Seguir Jesus.

17.11.09

Escolhas: ser feliz ou ter razão

mpgpadre

        "Ser feliz ou ter razão?" É o título de um texto do reverendo Pe. Carlos, no seu blogue pessoal e que mostra que por vezes não é fácil abdicar de opiniões para garantir a paz e alegria. Outras vezes nem se pode nem se deve, quando estão em causa questões de verdade e identidade. Mas pelo meio existem tantas situações em que ter razão nada adianta a uma relação, por vezes é preferível escolher a felicidade. Mas vejamos o texto:

 

       «Oito da noite, numa avenida movimentada.O casal já está atrasado para jantar na casa de uns amigos. O endereço é novo, bem como o caminho que ela consultou no mapa antes de sair. Ele conduz o carro. Ela orienta e pede para que vire, na próxima rua, à esquerda. Ele tem a certeza de que é à direita... Discutem.

Percebendo que além de atrasados, poderão ficar mal-humorados, ela deixa que ele decida. Ele vira à direita e percebe, então, que estava errado. Embora com dificuldade, admite que insistiu no caminho errado, enquanto faz retorno. Ela sorri e diz que não há nenhum problema, se chegarem alguns minutos atrasados.

       Ele questiona:

       - Se tinhas tanta certeza de que eu estava indo pelo caminho errado, por que não insististe um pouco mais?

       Ela diz:

       - Entre ter razão e ser feliz, prefiro ser feliz!!! Estávamos à beira de uma discussão. Se eu insistisse mais, teríamos estragado a noite!»

 

MORAL DA HISTÓRIA:

       Esta pequena história foi contada por uma empresária, durante uma palestra sobre simplicidade no mundo do trabalho. Ela usou a cena para ilustrar quanta energia nós gastamos apenas para demonstrar que temos razão, independentemente, de tê-la ou não.

       Desde que ouvi esta história, tenho-me perguntado com mais frequência: 'Quero ser feliz ou ter razão?'

 

       Outro pensamento parecido, diz o seguinte:

       'Nunca se justifique. Os amigos não precisam e os inimigos não acreditam'.»

in "Asas da Montanha".

Ver também "Caritas in Veritate".

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Relógio

Pinheiros - Semana Santa

- 29 março / 1 de abril de 2013 -

Tabuaço - Semana Santa

- 24 a 31 de abril de 2013 -

Estrada de Jericó

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Velho - Mafalda Veiga

Festa de Santa Eufémia

Pinheiros, 16/17 de setembro de 2012

Primeira Comunhão 2013

Tabuaço, 2 de junho

Profissão de Fé 2013

Tabuaço, 19 de maio