Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Escolhas & Percursos

...espaço de discussão, de formação, de cultura, de curiosidades, de interacção. Poderemos estar mais próximos. Deus seja a nossa Esperança e a nossa Alegria...

Escolhas & Percursos

...espaço de discussão, de formação, de cultura, de curiosidades, de interacção. Poderemos estar mais próximos. Deus seja a nossa Esperança e a nossa Alegria...

28.04.18

Eu Sou a videira, vós sós os ramos...

mpgpadre

1 – A cura é interior, ainda que o exterior a potencie. Na questão biológica, mas também afetiva, moral ou espiritual. Parafraseando Bento XVI no início do seu pontificado (24/04/2005), são muitos os desertos exteriores, mas maiores os interiores. São estes que, em definitivo, condicionam a vida das pessoas e do mundo.

Jesus Cristo dirá aos seus discípulos que o que contamina o homem é o que sai de dentro dele.

Com efeito, até mesmo as feridas expostas são curáveis a partir de dentro, pelo sangue, com a medicação adequada, quando muito a partir do exterior… Há pessoas que qualquer corte sara rapidamente e outras que demora muito tempo: é do sangue! É a resposta. A medicação visa fortalecer o sangue e os seus fluidos, para melhor reagir a bactérias, para elevar algumas das suas propriedades curativas!

Em algumas situações, temos que fazer transfusões de sangue, para repor rapidamente o sangue perdido, ou para o tornar saudável... Claro que o nosso organismo funciona como um todo, interagindo com todos os seus órgãos, desde a mais pequena célula até à complexidade do cérebro; mas para lá da biologia, o espírito, a humanidade, os afetos, o amor que nos mantém vivos!

jesus-calls-the-twelve-apostles.jpg

2 – «Eu Sou a videira, vós sós os ramos. Se alguém permanece em Mim e Eu nele, esse dá muito fruto, porque sem Mim nada podeis fazer». Para a nossa região duriense, a vinha é um cenário quotidiano que embeleza a paisagem, mas também o ganha-pão de muitas famílias. No tempo da poda, cortam-se os ramos para que as uvas possam despontar e amadurar.

Belíssima imagem esta. A seiva circula por toda a videira, até às pontas, até à parra. Se a cepa secar, por qualquer razão, também os ramos. Aliás, pelas folhas se podem detetar maleitas da videira, podendo atacar-se o problema a tempo e horas.

A descrição de Jesus é muito real: «Eu Sou a verdadeira vide e Meu Pai é o agricultor. Ele corta todo o ramo que está em mim e não dá fruto e limpa todo aquele que dá fruto, para que dê ainda mais fruto». Somos podados pelo Senhor, pela Sua palavra e, sobretudo, pelo Seu amor. «Vós já estais limpos, por causa da palavra que vos anunciei». Importa passar da imagem para a vida, procurando mantermo-nos perto Jesus Cristo, pois tal como os ramos não produzem se não estiverem ligados à vide, assim nós se não estivermos ligados a Jesus Cristo.

 

3 – Na sua primeira Carta, São João reforça a certeza que fé se entrelaça com o bem, com a justiça, com a verdade, com a prática das boas obras. «Não amemos com palavras e com a língua, mas com obras e em verdade».

O discipulado é firmado pelas obras. Sabemos qual a vontade de Deus: «A glória de meu Pai é que deis muito fruto». Dando muito fruto tornar-nos-emos discípulos de Jesus. Não passa (somente) pelos propósitos, passa (sobretudo) pelo compromisso com os outros, no mundo atual. Somos de Deus. Permaneceremos em Deus se praticarmos os Seus mandamentos! E qual o Seu mandamento? «Acreditar no nome do Seu Filho, Jesus Cristo, e amar-nos uns aos outros».


Textos para a Eucaristia (B): Atos 9, 26-31; Sl 21 (22);1 Jo 3, 18-24; Jo 15, 1-8.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Relógio

Pinheiros - Semana Santa

- 29 março / 1 de abril de 2013 -

Tabuaço - Semana Santa

- 24 a 31 de abril de 2013 -

Estrada de Jericó

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Velho - Mafalda Veiga

Festa de Santa Eufémia

Pinheiros, 16/17 de setembro de 2012

Primeira Comunhão 2013

Tabuaço, 2 de junho

Profissão de Fé 2013

Tabuaço, 19 de maio