Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Escolhas & Percursos

...espaço de discussão, de formação, de cultura, de curiosidades, de interacção. Poderemos estar mais próximos. Deus seja a nossa Esperança e a nossa Alegria...

Escolhas & Percursos

...espaço de discussão, de formação, de cultura, de curiosidades, de interacção. Poderemos estar mais próximos. Deus seja a nossa Esperança e a nossa Alegria...

25.06.09

Procissão de São João - os santos...

mpgpadre

       A Procissão foi constituída por 11 imagens de santos. A presidir, São Paulo, por estarmos a finalizar o Ano Paulino, e a encerrar, como natural, São João Baptista.

       A paróquia solicitou à Câmara Municipal, promotora da festa, que imprimisse um livrinho com uma pequena resenha da vida dos santos, cujas imagens iriam na procissão. Fica de seguida os textos que entretanto foram publicados pela Câmara Municipal de Tabuaço.

 

De São João Baptista a São Paulo
Do Precursor de Cristo ao Apóstolo das Nações
 
         Estamos a concluir o Ano Paulino, dois mil anos do nascimento do Apóstolo da Palavra e daí a inclusão da sua imagem nesta procissão, ainda que seja especialmente dedicada ao Padroeiro do Município, São João Baptista.
Na procissão estarão imagens de santos populares (São João, Santo António, Santa Bárbara), de santos ligados a Tabuaço (Nossa Senhora da Conceição, São Torcato, São Vicente, São Cristóvão), dos Apóstolos Pedro e Paulo (celebrados conjuntamente a 29 de Junho), santo padroeiro da Diocese de Lamego (São Sebastião) e de veneração universal mas sobretudo portuguesa (Nossa Senhora de Fátima).
 
 
São Paulo (Paulo ou Saulo de Tarso)
Paulo nasceu entre o ano 5 e 10 da era cristã, em Tarso, na Cilícia, Ásia Menor. É descendente de judeus da Diáspora (judeus nascidos fora da pátria, isto é, fora da Judeia/Israel). Pertence à tribo de Benjamim. O seu nome é do primeiro rei de Israel: Saul, em hebraico; Saulo, em grego, e Paulo, em Latim.
A primeira educação religiosa é em Tarso, prosseguindo os estudos em Jerusalém. Aprende a falar e a escrever aramaico, hebraico, grego e latim, o que lhe permitirá entrar em contacto com meio mundo…
É zeloso no cumprimento da lei judaica. Depois da conversão, torna-se imparável Apóstolo de Jesus Cristo.
No seu intento evangelizador, Paulo é preso por diversas vezes, açoitado, apedrejado, escorraçado… tudo oferece em nome de Jesus pela salvação de todos…
Morreu martirizado, no final do reinado de Nero, no ano 67, na Via Ostiense, a 5 quilómetros dos muros de Roma.
 
                        
São Pedro (Simão Pedro | Cefas)
É um dos Doze, o grupo mais restrito dos discípulos de Jesus. Acompanha Jesus desde a primeira hora. É galileu, como os restantes apóstolos, à excepção de Judas e do próprio Jesus. Tem um carácter impetuoso, reage a quente. A sua disponibilidade para seguir o Mestre é total. É conhecido por negar três vezes Jesus, quando este era arrastado para o calvário. Reconhecendo o seu pecado, torna-se o primeiro chefe da Igreja, o primeiro Bispo de Roma e consequentemente o primeiro Papa, a pedra sobre a qual Jesus edifica a Sua Igreja.
O amor a Jesus e ao Evangelho fazem dele um Apóstolo destemido.
É martirizado pelo ano 64. Estava encarcerado, de onde foi levado para ser crucificado, pedindo para ser pregado na cruz de cabeça para baixo, por se achar indigno de ser tratado como Jesus.
 
 
Nossa Senhora de Fátima
A 13 de Maio de 1917, Nossa Senhora apareceu a três pastorinhos, Francisco, Jacinta e Lúcia, na Cova de Iria, junto a uma azinheira. De Maio a Outubro, no dia 13 (exceptua-se Agosto, por se encontrarem a ser interrogados), repetem-se as aparições.
Nossa Senhora promete livrar Portugal da guerra, bem como a conversão da Rússia, através da oração, da penitência e do sacrifício. É uma nova oportunidade para o Evangelho de Jesus Cristo.
A devoção a Nossa Senhora, que aparece em Fátima, caracteriza-se pela recitação do Rosário, pela prática do bem, pela vivência consciente da Eucaristia, e popularmente pelas peregrinações ao Santuário de Fátima.
A ligação de João Paulo II a Fátima é significativa. Em 13 de Maio de 1981, no Vaticano, João Paulo II é vítima de um atentado. Atribui a Nossa Senhora o milagre de não ter morrido. A bala do atentado está na coroa da imagem de Nossa Senhora de Fátima.
 
Santo António de Lisboa
Fernando Martins de Bulhões, nascido em 1191 ou 1192. Era filho de D. Teresa Taveira, fidalga, e de Martinho de Bulhões, descendente de cavaleiros celtas.
Aos 15 anos ingressou na ordem dos Cónegos Regrantes de Santo Agostinho, no Mosteiro de S. Vicente de Fora, em Lisboa. Dois anos depois transfere-se para Santa Cruz, em Coimbra, a casa mãe da congregação. Terá sido ordenado padre em 1220. Breve tomou o hábito franciscano, para se juntar na propagação da fé em terras muçulmanas.
Em 1221 dirige-se a Assis, onde terá conhecido São Francisco de Assis. Foi escolhido por este para pregar aos monges. Em 1229, e depois de ter percorrido a Itália, vai para Pádua…
Morreu a 13 de Junho de 1231, depois de uma vida dedicada à pregação do Evangelho. Conta-se que logo que morreu, as crianças de Pádua correram por toda a cidade a gritar: “Morreu o Santo. Morreu Santo António”. É Padroeiro de Portugal.
 
São Sebastião
Padroeiro da Diocese de Lamego. Juntamente com Santa Bárbara é dos mártires com mais popularidade no Concelho e na Diocese. Muitas das paróquias têm imagens de São Sebastião e algumas têm capelas em sua honra.
Terá nascido em Narbona, sul de França, de uma família nobre, em meados do século III. Os seus pais seriam de Milão, onde cresceu até se mudar para Roma.
Em nome da religião enveredou por uma carreira militar. O imperador Diocleciano, desconhecendo a sua religião, nomeou-o capitão general da Guarda Pretoriana. Ajudava a que os condenados se mantivessem fiéis a Jesus Cristo. Cada mártir que surgia era um alento para Sebastião. Foi denunciado por Fabiano, então Governador Romano. Diocleciano acusou-o de ingratidão. Foi cravado por flechas, até o julgarem morto. Santa Irene encontrou-o e tratou-o. Depois de restabelecido voltou junto do imperador. Este mandou que fosse chicoteado até à morte e depois deitado à Cloaca Máxima, o lugar mais imundo de Roma. O corpo foi recuperado e sepultado nas catacumbas da Via Ápia.
Faleceu a 20 de Janeiro de 288.
 
São Cristóvão
Cristofóro significa porta-Cristo.
A lenda grega diz que ele era antropófago, da tribo dos cinéfalos (homens com cabeça de cão). Converteu-se ao cristianismo. Alistou-se no exército imperial e recusou-se a negar a sua fé. Morreu em suplícios inimagináveis.
A lenda ocidental: era um gigante com a mania das grandezas. Servia só os mais importantes. Primeiro um rei que ele pensava ser o rei mais importante do mundo. Depois conheceu Jesus Cristo e convenceu-se que era o maior rei que podia servir. Converteu-se, e certo que Jesus apreciava a bondade, tornou-se passador das pessoas num rio. Uma noite coube-lhe passar um menino, que se tornou tão pesado, que quando chegou à margem lhe disse que nem o mundo era tão pesado. O menino respondeu-lhe: “Tiveste às costas mais que o mundo inteiro; transportaste o Criador dele. Sou Jesus a quem tu serves”. O martírio foi o último testemunho que deu de Jesus Cristo, no século III.
 
São Torcato
Santo Português, ainda que tenha vivido e morrido antes da nacionalidade portuguesa. Terá sido morto no dia 26 de Fevereiro de 719. Pertencia a uma família nobre romana, denominada "Torquatus romanus”. Era um jovem virtuoso. Foi bispo da Galiza. Em 693, no XVI Concílio de Toledo, a sua eloquência, firmeza de doutrina e sabedoria valeram-lhe a eleição para Arcebispo de Braga, estendendo o seu episcopado ao Porto e a Dume.
As invasões muçulmanas testaram a sua valentia. Muça, general enviado por Tarik, desembainha a sua espada e desfere um golpe fatal, depois de ter ouvido um discurso do Arcebispo. Morre ele e os 27 companheiros. Em Guimarães.
Conta a lenda que o seu corpo foi encontrado junto a um regato. Ao ser retirado do meio de silvas e pedras brotou uma fonte caudalosa que se conserva, e que é conhecida como Fonte de São Torcato.
 
 
Santa Bárbara
Natural de Nicomédia, na actual Turquia. Nasceu nos finais do século III
Filha do rico pagão Dióscoro. Encerrou-a numa torre para a resguardar dos pretendentes. Recusou sempre os convites de casamento. Um dia o pai deixou-a visitar a cidade. Encontrou-se com cristãos que lhe falaram dos ideais de Jesus Cristo e da união à Santíssima Trindade. Pouco depois um sacerdote, vindo da Alexandria, ministrou-lhe o baptismo. O pai viajou, deixando encerrada na torre, e quando voltou perguntou à filha a razão de ter três janelas na casa de banho da torre em vez das duas que ele tinha ordenado, ao que ela lhe explicou que era o símbolo da sua fé.
O próprio pai denunciou-a ao Prefeito, que a mandou degolar. Juntamente com Juliana, também martirizada na mesma ocasião, é arrastada para fora da cidade, com os seios cortados. O executor da sentença é o próprio pai, cortando-lhe a cabeça com uma espada. Terá morrido entre o ano 235 e 313.
 
São Vicente Ferrer
Nasceu em Valencia, Espanha, em 1350. Entrou para os Dominicanos (Ordem dos Pregadores de S. Domingos) com 17 anos. Nesta época, a Igreja Ocidental vivia o grande cisma, com dois Papas. Para que a unidade seja alcançada, incentiva o papa Bento XIII, último Papa de Avinhão, a renunciar ao cargo para que a Igreja se possa unir à volta de um novo e único Papa.
Em Avinhão cai gravemente enfermo, quase moribundo. É então que tem uma visão de Nosso Senhor, acompanhado de São Domingos e São Francisco, a entregar-lhe a missão de pregar o evangelho por todo o mundo.
Pregador popular, percorre a França, a Espanha, a Itália e a Suíça. As “massas” seguem-no. Ele exorta as pessoas à conversão: a vinda de Jesus Cristo está próxima. Vicente é, para a imaginação popular, “o pregador do fim do mundo”, do apocalipse.
O auditório das suas pregações chegava a ultrapassar as 15 mil pessoas.
Muitas vezes era chamado a intervir como árbitro de paz. Morreu em 5 de Abril de 1419, há 590 anos, em Vannes, França.
 
Nossa Senhora da Conceição
Padroeira de Portugal. O rei D. João IV, nas Cortes em Lisboa, desde 28 de Dezembro de 1645 até Março de 1646, propôs que se declarasse Nossa Senhora da Conceição como Defensora e Protectora da Pátria. Passou a ser Ela a Rainha de Portugal, a Soberana da Nação. A partir de então, os monarcas pagariam um tributo a Nossa Senhora da Conceição, Vila Viçosa, e nenhum voltaria a usar coroa.
A Conceição Imaculada de Nossa Senhora é um dogma de fé sancionado pela Igreja, pelo Papa Pio IX, em 8 de Dezembro de 1854, mas que o povo (português) já há muito considerava.
É padroeira da paróquia de Tabuaço e Madrinha da corporação dos Bombeiros Voluntários de Tabuaço.
 
São João Baptista,Padroeiro do Município de Tabuaço
São João Baptista é primo de Jesus e nasce cerca de seis meses antes. O seu nascimento dá-se envolto em mistério. Os seus pais, Isabel e Zacarias, eram já de idade avançada. Mas por graça de Deus, geraram na velhice. João é abençoado desde o seio materno para se tornar o Precursor de Jesus, o que vem para preparar o caminho do Messias
Tal como de Jesus, pouco se sabe da vida de João Baptista até à idade adulta. São Lucas refere apenas que o menino crescia em robustez, e que se manteve no deserto até ao dia da sua apresentação a Israel.
Usava trajes simples e pobres, alimentava-se frugalmente, dedicava-se à pregação e ao baptismo de penitência. Alguns julgaram-no o Messias esperado, mas a todos foi respondendo que estava para chegar Alguém maior, a quem não era digno sequer de desatar a correia das sandálias.
Denunciava injustiças, nomeadamente daqueles que estavam no poder. Herodes manda prendê-lo, mas João não deixa de o criticar. Herodes vivia com a mulher do seu irmão Filipe, Herodíades. Esta pedirá a cabeça de João. E assim ele morre decapitado.
Jesus diz dele: “Entre os nascidos de mulher, nenhum é maior que João… Ele é o próprio Elias que havia de vir”.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Relógio

Pinheiros - Semana Santa

- 29 março / 1 de abril de 2013 -

Tabuaço - Semana Santa

- 24 a 31 de abril de 2013 -

Estrada de Jericó

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Velho - Mafalda Veiga

Festa de Santa Eufémia

Pinheiros, 16/17 de setembro de 2012

Primeira Comunhão 2013

Tabuaço, 2 de junho

Profissão de Fé 2013

Tabuaço, 19 de maio