Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Escolhas & Percursos

...espaço de discussão, de formação, de cultura, de curiosidades, de interacção. Poderemos estar mais próximos. Deus seja a nossa Esperança e a nossa Alegria...

Escolhas & Percursos

...espaço de discussão, de formação, de cultura, de curiosidades, de interacção. Poderemos estar mais próximos. Deus seja a nossa Esperança e a nossa Alegria...

12.05.08

Agradecimentos...

mpgpadre

“Se o Senhor não edificar em casa, em vão trabalham os que a constroem…”

Excelência Reverendíssima, caros convidados, queridos paroquianos.

Foi com esta consciência que iniciámos as obras de reconversão da residência paroquial em Centro Paroquial de Tabuaço.
Quando, no dia 18 de Setembro de 2006, dávamos início ao Centro Paroquial, para muitos de nós, foi uma alegria imensa. Finalmente, um projecto, sonhado ao longo de anos, passava do papel à prática.
Este mesmo entusiasmo nos moveu em todo o processo, contando que Deus não nos faltaria e não deixaria de nos dar sinais clarividentes para podermos prosseguir confiantes.
 


Hoje, ao olharmos para o Centro Paroquial, sentimos o orgulho de quem construiu uma obra que assume a finalidade inicial, de residência do pároco, mas também de centro de actividades pastorais, mormente a catequese, as reuniões dos vários grupos paroquiais, jornadas ou semanas de formação.
É Centro Paroquial com a colaboração de muitas pessoas.

 

 

 

“Se o Senhor não edificar em casa, em vão trabalham os que a constroem…”

 

Esta obra, como a vida comunitária, centra-se à volta de Jesus Cristo e da Sua Palavra, mas conta com muitas pessoas, inseridas, ou não, nos vários grupos paroquiais. Em dia de bênção do nosso Centro Paroquial há que agradecer a todos quantos contribuíram para este dia de festa e a quantos contribuíram para chegarmos aqui.
Relembrava antes de mais os párocos. Em 1955, o então pároco, Pe. António Martins Salvador, adquiria esta casa, para residência e também para albergar o Externato. Os párocos que lhe sucederam, Pe. Abel Ferreira Alves, Pe. Manuel Pinto Afonso, continuaram a dar nome ao Externato. Tornou-se centro de educação e cultura, ao serviço de toda a comunidade. Muitos tabuacenses criaram aqui a oportunidade de ser alguém.


A partir de 1972/73, o Externato dava lugar à escola oficial. A residência iria pouco a pouco assumir-se como centro das actividades pastorais. O esmero dos párocos pela vida da comunidade, levou-os a sonhar fazer obras de fundo nesta casa, para criar melhores condições para a evangelização e formação cristã. Fica, neste sentido, a gratidão aos reverendos párocos, Pe. Luís da Silva, Pe. António Regadas, e mais recentemente, Pe. Albano, Pe. João Carlos. Nas equipas sacerdotais que integrei, primeiro com o Pe. Albano, depois com o Pe. João Carlos, que hoje não pôde estar presente mas que se associa à comunidade paroquial, as obras do centro paroquial sempre nos mereceram uma atenção especial. Fica esse registo.

Excelência Reverendíssima, caros convidados, queridos paroquianos:
Como pároco coube-me esta agradável tarefa de coordenar os esforços para reconstruir o Centro Paroquial. Como tantas vezes disse, e sem falsas modéstias, as obras far-se-iam, comigo ou com outro pároco, estamos cá também para isso. Não se fariam, certamente, sem vós.
Por conseguinte, importa nesta hora agradecer a todos os grupos e pessoas que directa ou indirectamente contribuíram para edificar esta CASA que se estende da igreja, como centro da vida cristã, até a este espaço: zeladoras dos altares e da Igreja, grupos corais, Conselho Económico, de onde partiram as primeiras decisões, Grupo de Leitores. Uma palavra de muito apreço àqueles que mais de perto levaram a efeito as diversas actividades para angariar fundos: Grupo Coral da Catequese, Grupo de Catequistas, grupos de jovens e sobretudo o Grupo de Acólitos, presente na maioria das actividades, colaborando com o trabalho e pagando como os outros.
Tornou-se fácil fazer esta obra com a alegria e generosidade destes grupos e das muitas pessoas que se disponibilizaram para ajudar em tudo, mesmo quando era outro grupo a coordenar. Há gestos que ficam apenas no coração de Deus, guardados para a eternidade.
Nos últimos anos utilizámos as instalações de várias entidades públicas a quem agradecemos profundamente: Câmara Municipal, Junta de Freguesia, Centro de Promoção Social, Bombeiros Voluntários, Escola EB 2,3/S Abel Botelho e, mais recentemente, o Sr. Eduardo Rebelo.

 

O preço final desta obra situa-se à volta dos € 400.000,00.
Desenvolvemos um número razoável de actividades: teatro, karaoke, jantares, passagem de filmes, tardes de animação, festas de Natal, desfile de moda, venda de bolos, barracas do S. João, Sardinhadas de Santo António, porco no espeto, Grupo de Fados de Medicina do Porto, Rancho Folclórico da Granja do Tedo, grupos de dança, de música, trazidos gratuitamente pela HM Produções, cantar das boas-festas, venda de rifas, jogos de futsal, com a colaboração da Ajab, grupo musical Fénix, Tuna de Tabuaço, Comissão de Festas de S. Cristóvão e S. Torcato. De perto e de longe nos chegou sempre um grande apoio. Às pessoas e aos grupos que possibilitaram estas iniciativas, a nossa estima e consideração, já manifestadas anteriormente. Angariámos, no total de actividades, contando também com o donativo do Santuário de Fátima, aproximadamente € 36.000,00.
Em donativos pessoais, das pessoas residentes em Tabuaço, tabuacenses espalhados por Portugal e emigrantes, de padres do Arciprestado e da Diocese de Lamego, obtivemos a importância € 50.000,00. Mais um motivo de orgulho. As pessoas que fizeram ou continuam a fazer chegar o seu contributo fazem-no com alegria, desprendimento, o que muito nos comove.
Fizemos entretanto um empréstimo bancário de € 150.000,00, existindo um grupo interessante de pessoas que todos os meses contribuem para o pagamento dos juros e da prestação mensal. É mais um daqueles gestos que nos marca profundamente.

 

Excelência reverendíssima, caros convidados, queridos paroquianos:

Tantas ofertas que nos fizeram, para a casa, panos, toalhas, roupa de cama, e tantos outros gestos... De referir também a importante oferta do projecto do ITED, e da central de telefones a colocar, da parte do Sr. Eng. Arlindo.


Cabe neste particular a comparticipação da Câmara Municipal de Tabuaço, em três etapas sucessivas: no projecto, no arranque e decorrer das obras e no final. A comparticipação atinge a importância de € 80.000,00, o que equivale a 20% do custo global da obra, e mais de 50% no equipamento para as salas de catequese. Aproveitamos para agradecer, na pessoa do Sr. Presidente da Câmara, que sempre se interessou por este projecto, toda a colaboração da Câmara com a paróquia de Tabuaço, o que permitiu, ao longo do tempo, intervenções significativas nas Capelas de Santa Bárbara, de S. Vicente, de S. Plácido e S. Torcato, e na Igreja Paroquial, bem como o apoio em diversas iniciativas paroquiais, relacionadas especialmente com crianças, adolescentes e jovens. É expressão e sinal que entidades diferentes podem colaborar, sem intromissões desnecessárias, na prossecução do bem de todos.

 

Ao empreiteiro da obra, Sr. José Joaquim dos Santos.
Fez questão em ter esta obra no currículo. Em todo o processo, salientámos o diálogo constante e a preocupação inexcedível para que tudo no Centro Paroquial tivesse a máxima qualidade. Fica o testemunho pessoal. Em cada pormenor, procurou que tudo ficasse o mais perfeito possível, incansável, assumindo despesas em várias intervenções, melhorando o caderno de encargos e o projecto da obra. A competência e o profissionalismo são uma marca do nosso empreiteiro. Adoptou, desde início, o Centro Paroquial. A paróquia tem para com o nosso empreiteiro uma palavra de muito apreço e de muita gratidão, bem assim como para as várias equipas de trabalhadores edificaram este Centro.
Ao Arquitecto Luís Pretarouca, que hoje não pode estar presente por compromissos assumidos anteriormente, técnico superior da Câmara Municipal, e que esta nos cedeu, para acompanhar de perto toda a obra, desde a demolição até à decoração. Tem colaborado estreitamente com a paróquia, com amizade, com mestria. Ao profissionalismo poderemos juntar-lhe o carácter humano. Em nome pessoal e da comunidade paroquial, o nosso profundo agradecimento. Não deixou nunca de nos atender, mesmo em tempos de mais trabalho e aperto.
Fica também uma palavra de apreço e agradecimento ao Jornal Voz de Tabuaço, que, desde o início da sua existência, tem procurado acompanhar o evoluir desta obra, divulgando as diversas actividades de angariação de fundos, bem como outros momentos importantes na vida da comunidade paroquial.

Finalmente a todos os que prepararam o dia de hoje. À D. Guilhermina, e às suas funcionárias. Depois de quatro jantares, inteiramente favoráveis ao Centro Paroquial, pedimos-lhe mais este esforço que aceitou de bom grado. Agradecemos a generosidade, a prontidão e a alegria com que nos tem brindado ao longo do tempo.
Às catequistas, sempre tão zelosas, pelas actividades da paróquia, bem assim como com as diversas celebrações. Às pessoas que recolheram donativos para o dia de hoje, para que a paróquia não tivesse despesas. Aos que fizeram chegar sobremesas, e iguarias que daqui a pouco iremos experimentar. Ao Grupo de Acólitos e Zeladoras dos altares e da igreja, já referenciados anteriormente, aos que cuidaram do som e ao Grupo Coral, por hoje e pela dedicação ao longo do ano.
Gostava de deixar aqui o nome de cada pessoa, e foram tantas, que de uma ou outra forma colaboraram com esta obra e colaboram com a paróquia. Muitas delas ficam no anonimato e também assim o desejam. Só Deus sabe o quanto valem. O melhor agradecimento é a alegria com que se empenharam.

 

“Se o Senhor não edificar em casa, em vão trabalham os que a constroem…”

 

Excelência Reverendíssima.
Esta é uma obra importante. Mas não a mais importante. Não é um fim. É um meio para a evangelização, para a formação cristã. A aposta, em Igreja, é, sempre e antes de mais, em pessoas. Importa que o CENTRO seja CRISTO e a Sua Mensagem de amor e de perdão. A obra maior é o envolver as pessoas e os grupos à volta da Boa Nova da salvação, na certeza que a proximidade a Jesus nos leva aos outros e a Deus.
Peçamos a Nossa Senhora da Conceição, nossa padroeira, que não deixe de amparar esta comunidade paroquial e, como Mãe da Igreja e Mãe nossa, vele pela nossa vida, encaminhando-nos para Jesus Cristo.
Nossa Senhora da Conceição.
Rogai por nós.
 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Relógio

Pinheiros - Semana Santa

- 29 março / 1 de abril de 2013 -

Tabuaço - Semana Santa

- 24 a 31 de abril de 2013 -

Estrada de Jericó

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D

Velho - Mafalda Veiga

Festa de Santa Eufémia

Pinheiros, 16/17 de setembro de 2012

Primeira Comunhão 2013

Tabuaço, 2 de junho

Profissão de Fé 2013

Tabuaço, 19 de maio

Em destaque no SAPO Blogs
pub