Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escolhas & Percursos

...espaço de discussão, de formação, de cultura, de curiosidades, de interacção. Poderemos estar mais próximos. Deus seja a nossa Esperança e a nossa Alegria...

Escolhas & Percursos

...espaço de discussão, de formação, de cultura, de curiosidades, de interacção. Poderemos estar mais próximos. Deus seja a nossa Esperança e a nossa Alegria...

26.03.09

V Domingo da Quaresma

mpgpadre

          Ao longo da história da Salvação, Deus, para levar os homens a estabelecerem com Ele relações pessoais, foi concluindo alianças com o Povo de Israel. Deus ia assim revelando o Seu Amor e os Seus desígnios de Salvação. Estas Alianças preparavam e conduziam a uma Aliança Nova, espiritual, definitiva e universal (1.ª Leitura).

A Aliança de que nos fala Jeremias, veio a realizar-se em Jesus Cristo, Filho de Deus, irmão dos homens segundo a natureza humana por Ele assumida, sancionada com o Seu sangue no Sacrifício Pascal. Jesus é a própria Aliança (2.ª leitura).
Só morrendo é que a semente dá origem a uma vida nova. Para Jesus a morte é semente de uma vida maravilhosamente nova e fecunda. Graças à Sua morte redentora, os benefícios da salvação são comunicados a todos os homens.
Jesus mostra aos discípulos que a Sua Hora chegou, que em breve será glorificado. Eis o grande paradoxo: A crucifixão (paixão) é a glorificação.
Esta Aliança é renovada em cada Eucaristia, que é ao mesmo tempo a hora de Cristo e a hora de todos os que O querem seguir e honrar.

26.03.09

IV Domingo da Quaresma

mpgpadre

A Palavra de Deus, neste 4° Domingo do Quaresma, mostra-nos que não é possível aderir o Ele e continuar opressor do próximo. Deste modo, Jesus desmascara as trevas da sociedade e apresenta o destino do ser humano no dia do julgamento:

 
·         Os que crêem e seguem o luz, serão salvos;
·         Os que preferem os trevos, serão condenados;
·         Os que praticam a justiça e vivem na verdade, nunca são abandonados por Deus, mesmo nas situações de sofrimento, opressão e escravidão.
 
Deus é incansavelmente fiel à sua aliança.
Hoje estamos particularmente alegres e felizes porque celebramos as bodas de ouro matrimoniais da D. Belmira e do Sr. Raul. Através deles testemunhamos a fidelidade à aliança de Deus com o seu povo.
Apesar das nossas infidelidades, Deus está presente na vida de todos e de cada um de nós, tornando essa aliança mais válida, mais verdadeira e mais duradoura.
Assim sendo, somos convidados o aprofundar a aliança com Deus e com os outros, na certeza de que Deus é sempre fiel.

25.03.09

Afinal a resposta não era bem como se pintou

mpgpadre

Viagem a África, aos Camarões e Angola. É colocada uma pergunta ao Papa:

“Santo Padre, um dos maiores flagelos de África é o problema da epidemia de S.I.D.A.. A posição da Igreja Católica na luta contra este mal tem sido frequentemente considerada irrealista e ineficaz.”

 
O Papa Bento XVI respondeu da forma que se segue:
       “Eu diria o contrário. Estou convencido de que a presença mais efectiva na frente de batalha contra o HIV/S.I.D.A. são, precisamente, a Igreja Católica e as suas instituições. Penso por exemplo na Comunidade de Santo Egídio, que tanto faz e tão visivelmente na luta contra o S.I.D.A; ou nas Camillianas, só para mencionar algumas das freiras que estão ao serviço dos doentes. 
       Penso que este problema, o S.I.D.A., não pode ser vencido com slogans de propaganda. Se falta a alma, se os Africanos não se entre ajudarem, o flagelo não pode ser resolvido com a distribuição do preservativo; pelo contrário, arriscamo-nos a piorar a situação. A solução só pode advir de um compromisso duplo: primeiro, na humanização da sexualidade, ou por outras palavras, num renovamento espiritual e humano que traga consigo uma nova forma de proceder uns para com os outros. E em segundo lugar, num amor autêntico para com os que sofrem, numa prontidão – mesmo à custa de sacrifício pessoal - para estar presente aos que padecem. São estes os factores que podem trazer o progresso, real e visível.
 
       Assim, eu diria que o nosso esforço deve ser o de renovar a pessoa humana por dentro, o de dar-lhe força espiritual e humana para uma forma de comportamento justa para com o seu corpo e o corpo do outro; e ainda o de ajudá-la a ser capaz de sofrer com os que sofrem e de estar presente nas situações difíceis.
        Acredito que é esta a primeira resposta ao problema do S.I.D.A., que é esta a resposta da Igreja e que, deste modo, a sua contribuição é uma grande contribuição. E estamos gratos a todos os que assim
contribuem.”

25.03.09

ONUSIDA

mpgpadre

       Depois de toda a polémica à volta o uso do preservativo e da posição da Igreja, a ONUSIDA, o programa das Nações Unidas vem, na sua página oficial, reafirmar a necessidade do preservativo na luta contra a SIDA, mas sublinhando também que o combate a este flagelo deve ser conjugado com a educação, a alteração de condutas de vida,  com o retardamento da primeira relação sexual e com a redução do número de parceiros(as) sexuais.

 

24.03.09

Usa e deita fora

mpgpadre

       A cultura ocidental poder-se-á dizer que assume como ideal de vida o "usa e deita fora". É mais barato, não exige compromisso. A imagem pode ser a do preservativo.

       Mais uma vez se diga que, em absoluto, a Igreja não é contra o uso do preservativo quando este é um instrumento para defender a vida. Mas a insistência da mensagem do cristianismo é sempre, e não pode ser de outra maneira, a defesa da vida e pela cultura da dignificação do outro, da consideração que o outro é pessoa, fim, e não objecto ou meio da minha satisfação.

       O preservativo usa-se uma vez e deita-se fora. Não serve mais.

       A pessoa, muitas vezes e de muitas formas, usa-se e dispensa-se. Hoje serve os meus interesses e a minha satisfação. Amanhã já não serve, aparece outra pessoa e exclui-se rapidamente a anterior...

       Quando perguntaram ao Papa se o uso do preservativo era o meio para combater a SIDA, Bento XVI respondeu que em muitas circunstâncias poderia ser mais um convite à irresponsabilização e intrumentalização das pessoas. Alguém está contra isso?! No seu perfeito juízo?!

       Claro que na defesa da vida, o preservátivo é também um instrumento. Mas dê um preservativo a uma pessoa que não tem pão, não tem acesso à água potável, não tem que vestir, não tem abrigo, não tem liberdade... ou a uma pessoa que não o sabe usar... ensina-se primeiro. Bom, então a educação se calhar vem em primeiro lugar...

24.03.09

Papa contra a corrupção e contra a fome

mpgpadre

 

       Bento XVI fez-se peregrino até África, o continente da esperança, levando uma mensagem de paz, de compromisso e de defesa da vida humana e dos direitos fundamentais das pessoas e dos povos. A favor da vida, da saúde, da educação, contra a corrupção, contra a violência, contra o tráfico de pessoas.

       Em África, a Igreja continua a ser uma das instituições mais comprometidas no combate à probreza e à corrupção.

24.03.09

Das armas a saúde... e ao preservativo

mpgpadre

       A polémica estalou. A Igreja é contra o uso do preservativo.

       Bem vistas as coisas, não será tanto assim.

       O uso do preservativo como única forma de combater a SIDA é que não. E aí, queiramos ou não, todos estamos de acordo.

       Se houvesse um verdadeiro compromisso dos países ocidentais contra os flagelos da SIDA, da fome, da violência, da malária, nos países africanos, certamente que não haveria tantos mártires...

       Se os líderes dos países que se revoltaram contra as declarações do Papa investissem uma pequena percentagem do que gastam em armamento e em investimento das respectivas forças armadas no combate contra a SIDA, contra a fome...

       Milhões e milhões de crianças que morrem à fome, por doenças facilmente curáveis no mundo ocidental. A maior causa de morte em África ainda é a fome e tudo o que daí advém: guerra, epidemias, malária...

24.03.09

O preservativo...

mpgpadre

       A visita pastoral do Papa Bento XVI a África suscitou uma viva discussão à volta do uso do preservativo.

       Todos concordamos, dentro e fora da Igreja, que a utilização do preservativo, em muitas circunstâncias é defensável e deveria ser obrigatório. Na luta contra a SIDA, e no campo médico e preventivo, o preservativo é um instrumento.

       A questão: o uso do preservativo é o único meio de combater a SIDA?

       A resposta: obviamente que não.

       Quem pensa que com o preservativo pode resolver os problemas da SIDA está completamente fora da realidade.

       A Igreja, nesta como em muitas outras cruzadas contra todas as manifestações do mal, está no terreno na luta contra a SIDA, na sua prevenção, na educação, na aposta na saúde, no saneamento básico, no acesso a água potável para todos.

       Em África não faltará a distribuição do preservativo. Tudo bem. Todos de acordo. E a água será para todos? A saúde será para todos? A educação será para todos?

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Relógio

Pinheiros - Semana Santa

- 29 março / 1 de abril de 2013 -

Tabuaço - Semana Santa

- 24 a 31 de abril de 2013 -

Estrada de Jericó

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Velho - Mafalda Veiga

Festa de Santa Eufémia

Pinheiros, 16/17 de setembro de 2012

Primeira Comunhão 2013

Tabuaço, 2 de junho

Profissão de Fé 2013

Tabuaço, 19 de maio