...espaço de discussão, de formação, de cultura, de curiosidades, de interacção. Poderemos estar mais próximos. Deus seja a nossa Esperança e a nossa Alegria...
23
Dez 16
publicado por mpgpadre, às 14:25link do post | comentar |  O que é?

O Boletim paroquial Voz Jovem, agora de forma mais pontual, está disponível, na comunidade paroquial para distribuir e por este meio para se fazer download. O Boletim aviva a memória, faz a história da paróquia, fixa por escrito as vivências da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição.

Nesta edição trimestral de outubro-dezembro o destaque fotográfico da primeira página vai para a festa da nossa Padroeira, a Imaculada Conceição, e para a Festa de Natal da Catequese. Nas páginas seguintes outros temas, outras notícias, outras imagens: vigília missionária, em Vila da Ponte; a presença do Diogo Martinho, seminarista, em estágio pastoral; formação de catequistas, festa do Acolhimento, preparação dos jovens para o Natal, início da Catequese, magusto paroquial e a vivência da Semana dos Seminários.

Boa leitura:

vj_outubro_dezembro_de_2016.jpg

O Boletim poderá ser lido a partir da página da Paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:


12
Fev 16
publicado por mpgpadre, às 10:23link do post | comentar |  O que é?

Com algum atraso, o Boletim Paroquial Voz Jovem, da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição de Tabuaço, referente ao último trimestre, outubro-dezembro de 2015, chegou às mãos dos paroquianos. A edição deste trimestre destaque a Festa da Imaculada Conceição, Padroeira de Tabuaço, e a Festa de Natal da Catequese. Outros temas presente, com texto e imagem: início da catequese paroquial, magusto da catequese, festa do acolhimento, compromisso dos acólitos, Jornada Arciprestal de Acólitos, participação do Grupo de Jovens em diferentes momentos da vida comunitária.

VJ_out_dez_2015.jpg

O Boletim poderá ser lido a partir da página da Paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:


22
Jan 15
publicado por mpgpadre, às 12:21link do post | comentar |  O que é?

Como se costume dizer, tarde é o que nunca chega. Aí está o boletim Paroquial Voz Jovem, referente aos meses de outubro - dezembro de 2014, já distriuído em formato de papel. Como expectável, a primeira página é toda dedicada à Festa da Padroeira, Imaculada Conceição, apostando em algumas fotos expressivas desta celebração, com a presença de toda a comunidade, dos Bombeiros Voltuntárias, que A têm como Madrinha, das Guias e Escuteiros da Europa e de todos os grupos paroquiais.

A última página é toda inteira dedicada à Festa de Natal da Catequese, seguindo a mesma lógica da primeira página, preenchida com fotos deste dia, com os diversos anos da catequese e com o Grupo de Jovens.

Nas páginas centrais vários temas retratados: Bodas de Ouro Matrimoniais, Festa do Acolhimento, Compromisso de Acólitos 2014, Festa da Imaculada Conceição, Festa de Natal da Catequese, Missa do Galo e participação do GJT, Vigília Missionária, em Castro Daire, com a participação do GJT.

vj_out-dez-2014.jpgO Boletim poderá ser lido a partir da página da Paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:


11
Dez 14
publicado por mpgpadre, às 11:26link do post | comentar |  O que é?

Festa da comunidade. A Paróquia de Tabuaço tem como Padroeira a Imaculada Conceição (PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO), daí que este dia, 8 de dezembro, seja a Festa da Comunidade, envolvendo os crentes, os paroquianos, os Guias e Escuteiros da Europa, os Bombeiros Voluntários de Tabuaço, que A adotaram como Madrinha.

Depois de uma novena de preparação, a grande solenidade. É em dias como este que a Igreja se torna maior, para congregar todos os que se sentem filhos de Maria, pelos que acompanham os seus familiares, ou por outros tantos motivos que só Deus saberá. Aí estão imagens da Eucaristia, da Procissão e da bênção de mais uma Ambulância. Na celebração da Eucaristia, presidida pelo pároco, a presença amiga do Pe. Jorge Giroto e do Pe. Rui Manuel Borges (Pároco de Caria e do Carregal), o Pregador da Novena e da Festa.

DSCF3189.JPG

DSCF3190.JPG

DSCF3193.JPG

DSCF3202.JPG

DSCF3209.JPG

DSCF3218.JPG

DSCF3342.JPG

DSCF3382.JPG

DSCF3401.JPG

 Para visualizar outras FOTOS visite a Paróquia de Tabuaço no Facebook

ou o nosso perfil no GOOGLE +


10
Dez 14
publicado por mpgpadre, às 17:09link do post | comentar |  O que é?

Como habitualmente, no sábado anterior à solenidade da Imaculada Conceição, Padroeira da Paróquia de Tabuaço, o Compromisso dos Acólitos. Este ano calhou no dia 6 de dezembro, e realizou-se na mesma celebração da Festa do Acolhimento aos meninos do primeiro ano da catequese.

Depois de um tempo de preparação, teórica e prática, o compromisso de 3 novos acólitos: o Marco, a Liliana e o Virgílio. Para os acolherem os Acólitos mais crescidos. A catequista deste ano da catequese, a Márcia Ribeiro, ambientou o contexto do compromisso na ligação à catequese. O Pedro, um dos representantes do Grupo de Acólitos no Conselho Pastoral Paroquial, convocou os Acólitos ao compromisso e apresentou os novos acólitos.

Ficam algumas imagens:

DSCF3133.JPG

DSCF3134.JPG

DSCF3136.JPG

DSCF3139.JPG

DSCF3141.JPG

DSCF3142.JPG

DSCF3145.JPG

 Para outras imagens visitar a página da Paróquia de Tabuaço no Facebook

ou o nosso GOOGLE +


08
Dez 14
publicado por mpgpadre, às 12:47link do post | comentar |  O que é?

DSCF1650.JPG

Foi há muitos anos atrás, lá no Médio Oriente, mais concretamente em Nazaré, numa família simples e humilde, que Deus escolheu Maria, uma jovem igualmente simples e humilde, para ser a Mãe do Salvador.

A esta mulher uma Missão lhe foi dada: carregar no seu ventre Aquele que existiu desde toda a eternidade. Ele o Verbo de Deus que se faz Homem para a salvação do Homem.

Em pleno tempo do advento as comunidades cristãs se abrilhantam para fazer brilhar entre as personagens bíblicas deste tempo a sua maior estrela: Maria, a Mãe Imaculada. Aquela que mostra pela sua história o brilho da maternidade envolvida na sua postura imaculada, a luz da sua incandescente fé, o silêncio da sua presença permanente, a candura da sua aceitação, o esplendor do Seu Magnificat, a inegável certeza do seu Sim num profundo e contínuo ato de amor ao plano amoroso de Deus para com toda a humanidade.

O Beato Pio IX na sua Carta Apostólica Ineffabilis Deus, no ano de 1854, a declarou “preservada, por particular graça e privilégio de Deus Todo Poderoso, em previsão dos méritos de Jesus Cristo Salvador do género humano, imune de toda a mancha do pecado original”. Tal verdade de Fé está previamente anunciada nas palavras que o anjo lhe dirige no episódio da Anunciação: “Salvé, ó cheia de Graça, o Senhor está contigo!”

A expressão “Cheia de graça” indica a obra maravilhosa do amor de Deus por todos os homens. São estes (homens) cheios de graça que celebram a festividade da Imaculada Conceição e assim A gratificam com um enorme e ensurdecedor louvor. E não são poucos os anos e até os séculos de tamanha ação celebrativa que remonta ao II século da era cristã, tanto no Ocidente como no Oriente.

A devoção a Nossa Senhora não é um acidente na vida do cristão, uma devoção mais, como a qualquer outro santo, mas é essencial para a nossa vida por vontade do Altíssimo. Ela é a eleita de Deus.

A festa da Imaculada Conceição é pois uma grande oportunidade para também nesta comunidade, como em toda a nossa diocese, todos nos disponibilizarmos para a realização do convite que o nosso pastor nos endereçou na Carta Pastoral deste ano: “Ide e construí com mais amor a família de Deus”.

Prezados amigos, ao prestardes esta tarde, segundo também já uma tradição vossa, a homenagem a Maria, Mãe Imaculada, dirijamos agora a nossa oração fervorosa Àquela que intercede junto de Deus, a fim de que nos ajude a celebrar com fé o Natal do Senhor, já próximo.

 

Pe. Rui Manuel Borges


12
Jan 14
publicado por mpgpadre, às 12:00link do post | comentar |  O que é?

       Boletim VOZ JOVEM dos meses de outubro, novembro e dezembro. Após alguma reflexão, o boletim paroquial sofreu novas alterações, desta feita quanto à cor e à periocidade. Para ver como resultaria e tendo em conta que todos os domingos é distribuída a Folha Dominical com a reflexão do pároco, com os cânticos sugeridos para a Eucaristia, e com as informações das diversas atividades e celebrações, o Voz Jovem passará a ser impresso a cores, mais dispensioso mas com menos edições, quatro ao ano.

       O primeiro boletim a cores é dedicado especialmente à Festa da Padroeira, a Imaculada Conceição, nos 25 anos do Monumento erigido em Sua honra, na Fraga do Tostão, sob a vila e paróquia de Tabuaço. Além de algumas imagens, das várias celebrações de outubro a dezembro, textos sobre a novena e e festa de Nossa Senhora da Conceição, avalanchas da fé, preparação dos jovens para o Natal, e a Consagração a Nossa Senhora da Conceição feita há 25 anos, pelo pároco de então, Pe. Manuel Pinto Afonso.

O Boletim poderá ser lido a partir da página da Paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:


12
Dez 13
publicado por mpgpadre, às 11:00link do post | comentar |  O que é?

 

Virgem Imaculada, Mãe de Deus e nossa Mãe.

De Portugal Rainha, Senhora da Conceição.

Vimos aqui de novo, 25 anos passados,

em que as nossas gentes se quiseram consagrar a Vós,

erguendo, sobre a Vila de Tabuaço, esta imagem e este altar,

para honrar o Vosso Nome e invocar a Vossa Proteção.

Voltamos a este lugar, como comunidade peregrina,

a renovar o nosso compromisso

e a nossa sentida homenagem,

Mãe da Igreja e de cada cristão.

Consagramo-nos a Vós, hoje como então,

Virgem da Conceição.

Guia-nos ao Teu Filho, como outrora aos primeiros cristãos,

no silêncio do sábado santo e na alegria da manhã de Páscoa.

Que aprendamos, como filhos bem-amados,

a seguir o Teu convite de Mãe:

– Fazei tudo o que Ele vos disser –

e Contigo a responder como discípulos, empenhados:

– Faça-se em Mim segundo a Tua Palavra –

Consagramos, neste dia e sempre,

o nosso coração ao Teu coração, doce e imaculado.

Que o nosso olhar mergulhe no Teu olhar, humilde e casto,

E no teu regaço de Mãe,

aprendamos a amarmo-nos como irmãos.

Faz com que o Teu sorrir

nos encha de bondade e misericórdia.

Consagramos-Te as nossas casas, as nossas ruas e praças,

os de cá e os que nos visitam, os que chegam e os que partem.

Confiamos-Te, Mãe santíssima,

as nossas crianças, adolescentes e jovens…

Que em Ti encontrem refúgio e em nós esperança e luz.

E os nossos irmãos mais crescidos,

os que sentem o peso da idade, a doença e a solidão,

os que se sentem incompreendidos e injustiçados…

Que em Ti se aconcheguem

e em nós descubram atenção, proximidade e ajuda.

Pedimos-Te, Mãe admirável,

cheia de graça e de beleza, de alegria e de luz,

ampara as nossas famílias,

de modo muito especial as que estão mais fragilizadas,

pela doença, pela discórdia, pela morte de algum familiar,

pela falta de trabalho condigno,

que lhes daria segurança e paz.

Sejas para todos Estrela da Esperança que anima e conduz.

E que também hoje possamos levantar o olhar e o coração,

contemplando o Teu amor,

deixando-nos levar pela Tua mão,

e, como Tu, dizer SIM a Deus e ao irmão.

Sim, no serviço e na fidelidade a Jesus.

Sim, na dúvida e no cansaço que nos aflige.

Sim, quando nos falta o chão e a coragem

e a pedalada para caminhar.

E como Tu, Maria Imaculada,

saibamos resistir diante da Cruz,

com o coração despedaçado,

mas com o olhar a Jesus ligado,

de Quem nos vem a paz e a salvação.

Consagramo-nos como Filhos Teus,

toda a nossa vida, o trabalho e o lazer,

as angústias e as tristezas, as alegrias e as esperanças,

E que o nosso pão de cada dia, partilhado,

tenha o sabor do amor e da alegria, e da comunhão,

para que em cada Eucaristia e em cada encontro,

Contigo, ó Mãe, nos sintamos família.

Virgem Imaculada, nossa Rainha e Padroeira,

Senhora da Conceição,

concede-nos a dita, a Teus filhos em Tabuaço

e a quantos Te têm por Mãe,

de um dia Te encontrarmos, na felicidade eterna,

no reino do Teu amado Filho,

que com o Pai vive e reina na unidade do Espírito Santo.

Amém.


10
Dez 13
publicado por mpgpadre, às 10:00link do post | comentar |  O que é?

       A festa da Padroeira é, sem dúvida, o momento mais significativo para a comunidade paroquial de Tabuaço, congregando pessoas e instituições. Este ano teve a peculiaridade das Bodas de Prata do Monumento erigido em honra de Nossa Senhora da Conceição, sobre a Vila/Paróquia de Tabuaço. Ao longo de 9 dias a novena, tempo de reflexão, de oração, de encontro.

       No primeiro sábado da novena, o Compromisso dos Acólitos. No segundo sábado, véspera da Imaculada Conceição, a iniciativa do Sdpj Lamego, com a EAJ, "Mensageiros do Amor" - Preparação do Natal, para os jovens do Arciprestado de Moimenta, Sernancelhe, Tabuaço. A animação foi da responsabilidade dos Jovens sem fronteiras, com a presença do Pe. Pedro, que presidiria à Missa vespertina. À noite, o concerto de Oração com Claudine Pinheiro, num momento de rara beleza musical.

       O grande dia é o dia 8 de dezembro, com a solene Eucaristia e com a Procissão em honra de Nossa Senhora da Conceição, que este ano se deslocou à Fraga do Tostão, onde se encontra o Monumento, sobre a Vila e Paróquia de Tabuaço, local onde se renovou a Consagração a Nossa Senhora, seguindo-se a bênção de viaturas dos Bombeiros Tabuaço, que têm como Madrinha Nossa Senhora da Conceição. O pregador da novena e da solenidade foi o Pe. Jorge Henrique, contando, neste último e dia principal com a presença amistosa do Pe. João Morgado, que é também Pró Vigário Geral da Diocese de Lamego, e com o reverendo Pe. Ildo, Pároco de Chavães e de Arcos. Algumas imagens:

Para outras fotos visite a página da Paróquia de Tabuaço no facebooK

ou o nosso GOOGLE +


08
Dez 13
publicado por mpgpadre, às 09:00link do post | comentar |  O que é?

       1 – «Eis a escrava do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra».
       Não é preciso dizer muito mais. O Evangelho é Jesus Cristo. A Boa Notícia da Salvação. Nossa alegria e nossa esperança. Nossa Páscoa. É Ele que definitivamente rasga os céus. Enviado pelo Pai, entra na história e no tempo. Vivendo como verdadeiro homem, assume-nos por inteiro, no tempo e na finitude, na fragilidade e no sofrimento. Vive entre nós. Levado a um julgamento iníquo, carrega-nos até ao Calvário, obriga-nos a olhar para o alto, para além de nós, acima deste chão que nos irmana e nos faz mais iguais. Morre, mas volta, ressuscita, regressa para nós. Pelo Espírito Santo permanece connosco até ao fim dos tempos.
       Mas antes, antes de tudo, antes da criação e do mundo, desde sempre no pensamento de Deus, uma Mulher sonhada e criada para amar, para "facilitar" um caminho de liberdade e de respeito pela dignidade humana. Deus criou-nos com inteligência e vontade. Livres para amar ou para odiar. Livres para Lhe respondermos, ou para nos afastarmos d'Ele. Como os pais que querem o melhor para os filhos e, muitas vezes, têm ganas de os obrigar porque é para o bem deles... mas a vida é deles. Deus dá-nos a vida como dom e como tarefa. Cabe-nos viver.
       A história que deveria ser harmoniosa instala a discórdia, e às tantas, vem ao de cima o que nos separa e não o que nos liga e nos identifica como irmãos. Esquecemo-nos dos outros. Ou temos os outros como inimigos cuja vida parece estorvar a nossa. Deus não desiste nunca. Ainda que nos cansemos de O acolher. É nesta história de amor que Deus escolhe um povo. Envia mensageiros. Vem Ele próprio, como Deus e Senhor, não por cima impondo-se, mas debaixo, nascendo, vindo do mesmo pó da terra. Terra que se mistura com o sopro do Seu Espírito. Assim connosco, assim com Jesus. Respeitando a Sua obra criadora, Deus, para nascer como Homem precisa, melhor, quer precisar, de uma mulher. E a aí está Maria, a cheia de graça.

       2 – «Eis a escrava do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra».

       Deus espera por nós, sempre espera, aguarda, pacientemente, como o Pai da parábola, cujo filho se prodigaliza. Criou-nos sem nós, diz Santo Agostinho, mas não nos salva contra a nossa vontade. Espera o nosso SIM mas não força. Quando o Anjo anuncia Aquele que está para vir há uma espera infinita: o Todo-poderoso fica a depender da vontade de uma Mulher, cujo coração desde sempre preparou, virginal e fiel, cheio de graça e de amor. O projeto inicial, que em Eva encontrou resistência, encontra agora um coração singelo. Deus não se enganou antes. Mas só a Nova Eva – Maria – é plena de graça.
       Deus não abandou o Homem à sua sorte mesmo quando este se quis independente e longe do Criador. O rumor dos passos de Deus fazem-se ouvir no jardim. Diante d'Ele não podemos estar vestidos, disfarçados, pois Ele contempla o nosso interior. Vem ao nosso encontro, ainda que nos escondamos. O mal maior não é o pecado mas aquilo que provoca em nós, a vergonha, o medo, a falta de confiança em Deus. Também a nós nos pergunta onde nos encontramos, em que situação vivemos, o que fazemos do tempo e dos dons que nos dá. Refira-se que o conhecimento não é, a priori, um bem ou mal em si mesmo, mas o que fazemos com o nosso saber e com a nossa vontade, com os caminhos que escolhemos seguir. Se o utilizamos com sabedoria, orientando-nos para o bem e para os outros, então o conhecimento é facilitador. Se o utilizamos para benefício próprio, por egoísmo, e contra os outros, então o conhecimento é nefasto.
       Por outro lado, neste texto é visível o respeito de Deus pela nossa autonomia e liberdade. Quer e procura o nosso convívio, mas permite que nos escondamos. Ao mesmo tempo mostra como é Pai, não tem vergonha de nós, não Se cansa de perdoar, nós é que nos cansamos de lhe abrir o coração e a vida, para que nos encontre e de novo nos transforme.
 
       3 – «Eis a escrava do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra».
       Inesperadamente, um Anjo entra na vida de Maria, saudando-A: Ave, ó cheia de graça, o Senhor está contigo. Irás ser Mãe do Filho de Deus. Maria, como pessoa inteligente e livre, com vontade própria, não se deixa iludir nem manipular. Logo questiona: como será isso se Eu não conheço homem? A resposta do Anjo encontra eco em toda a Palavra de Deus, no Antigo e Novo Testamento: não temas, Maria, «o Espírito Santo virá sobre ti e a força do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra». Curioso, quantas vezes perscrutamos a voz de Deus a transmitir-nos confiança. Para tornar mais fácil a perceção do que está para a acontecer, o Anjo Gabriel informa Maria que a Sua prima Isabel, estéril, se encontra grávida. Os mistérios de Deus são insondáveis. Não queiramos escrutinar tudo. O mistério, por mais que se desvele, permanece mistério. Por conseguinte, não nos impõe nada que não acolhamos de livre vontade.
       Maria fica extasiada. Como é possível? Mas não faz perguntas indefinidamente, pergunta o essencial: como é que Deus pode nascer de uma mulher, de uma Virgem? Com a resposta do Anjo, Maria não hesita: realize-Se em Mim a Tua santa vontade.
       O sim de Maria altera para sempre a história da salvação e a relação de Deus com o ser humano, que não mais se fará por intermediários, do exterior para o interior, mas pelo próprio Filho, dentro da história e do tempo, dentro da humanidade, o único Mediador entre Deus e os homens. O sim de Maria é anterior à expressão dos lábios, é um Sim que Ela trazia no peito, no coração, um sim sempre pronto a dar-se, a perder a própria vida para que outros pudessem ter vida própria. Quando as palavras do Anjo se fazem ouvir no Seu coração, Ela exalta de alegria, não apenas por si, mas por se tornar morada do Deus Altíssimo, dando à humanidade a mesma possibilidade. Também agora podemos ser morada de Deus, templos do Espírito Santo. Mas atenção, o sim de Maria não é estático, mas dinâmico, logo que o Anjo ascende, Maria corre para a montanha para ajudar a Sua prima Isabel.

        4 – «Eis a escrava do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra».
       O projeto de Deus é concretizável pela resposta humana, por esta primeira resposta de Maria. Concebida sem mancha, sem pecado, cheia de graça, salva, por antecipação e privilégio, em atenção à redenção que para todos vem da Cruz e da Ressurreição de Jesus, Maria acolhe a Palavra de Deus e fá-la crescer no seu ventre e na sua vida.
       Com Ela também nós podemos cantar um cântico novo, «pelas maravilhas que Ele operou. O Senhor deu a conhecer a salvação, revelou aos olhos das nações a sua justiça. Recordou-Se da sua bondade e fidelidade em favor da casa de Israel. Os confins da terra puderam ver a salvação do nosso Deus. Aclamai o Senhor, terra inteira, exultai de alegria e cantai».
       O Evangelho, a Boa Notícia que nos chega ao ouvido e ao coração, suscita Alegria e confiança. Alegra-Te Senhora, vais ser Mãe de Deus. Alegra-Te Maria que nos hás de dar o Salvador. Alegremo-nos nós também, ouvindo a Sua voz, exultemos de alegria, em altos brados. Façamos frutificar em nós, na nossa vida, Jesus. N'Ele «fomos constituídos herdeiros, para sermos um hino de louvor da sua glória, nós que desde o começo esperámos em Cristo... Bendito seja Deus, Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo, que do alto dos Céus nos abençoou com toda a espécie de bênçãos espirituais em Cristo. N’Ele nos escolheu, antes da criação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis, em caridade, na sua presença. Ele nos predestinou, a fim de sermos seus filhos adotivos, por Jesus Cristo, para louvor da sua glória e da graça que derramou sobre nós, por seu amado Filho».
       A condição para sermos morada do Deus altíssimo, para que em nós se realizem as maravilhas do amor e da paz, da justiça e do bem, é imitar Maria, em humildade e prontidão para servir: realize-se em mim a Tua vontade. Vem, nasce em mim, ilumina-me com a Tua bondade, dá-me o Teu perdão, guia-me para Ti, faz-nos reconhecer-te e a amar-te em cada irmão.

Textos para a Eucaristia: Gen 3,9-15.20; Sl 97 (98); Ef 1,3-6.11-12; Lc 1,26-38.

 

Reflexão na página da Paróquia de Tabuaço


03
Dez 13
publicado por mpgpadre, às 11:00link do post | comentar |  O que é?

Durante a NOVENA de preparação para a Festa da Padroeira, a Imaculada Conceição, o Compromisso dos Acólitos, dos que fazem parte e dos novos que integram o Grupo para ajudar, mais de perto, a solenização das celebrações litúrgicas, sobetudo a Eucaristia.

        Este ano o Compromisso foi firmado no segundo dia de novena, no sábado, dia 30 de novembro. Ficam algumas imagens deste momento importante (sobretudo) para a Mariana, a Margarida, o Guilherme, A Daniela Sofia, a Daniela Gonçalves e a Sofia Silva, e para toda a comunidade paroquial.

 Para outros fotos visitar a página da Paróquia de Tabuaço no facebook

ou o nosso GOOGLE +


28
Dez 12
publicado por mpgpadre, às 15:10link do post | comentar |  O que é?

       Aí está a última edicção do Boletim VOZ JOVEM. Em dezembro, a solenidade da Imaculada Conceição, com a novena, o compromisso dos acólitos, a festa da comunidade, ocupa uma lugar de destaque, assim no boletim, assim na comunidade paroquial. Mas não faltam outros textos, informações, reflexõs, sobre o Natal, sobre a escola da Fé, sobre a Festa de Natal da Catequese, sugestão de leitura, informações internas da (para a) comunidade, e as fotos que documentam estes momentos.
 Para quem não tiver acesso ao formato impresso, disponibilizamos os formatos virtuais:

       O Boletim poderá ser lido a partir da página da paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:


10
Dez 12
publicado por mpgpadre, às 15:43link do post | comentar |  O que é?

       Depois da Novena de prepação, eis o grande dia para a comunidade paroquial de Tabuaço, com a Festa da Imaculada Conceição, Padroeira de Portugal, Padroeira de Tabuaço, Madrinha dos Bombeiros Voluntários de Tabuaço. Pela manhã, a bênção de 2 carros dos Bombeiros, incluída na cerimónia de aniversário assinalado neste dia. Já completaram 80 anos. Da parte de tarde a celebração da Eucaristia, seguida da Procissão por algumas das ruas da paróquia/vila de Tabuaço.

       Toda a comunidade presente, Conselho Económico, Catequistas, Zeladoras da Igreja e dos altares, Grupos Corais e Organistas, Acólitos, Leitores, Mordomas, Guias da Europa, Jovens. Entidades públicas - Bombeiros Voluntários, Câmara Municipal, Junta de Freguesia, Guarda Nacional Republicana.

       A Eucaristia animada no canto pelo Grupo Coral/Paroquial de Nossa Senhora da Conceição, e com a prestimosa pregação do Pe. Ricardo Barroco, que durante 10 dias soube comunicar a beleza da palavra de Deus, com o recurso à vida e missão de Nossa Senhora, entrando na vida concreta das pessoas, e com exemplos de fácil captação. Todos se empenharam para que a celebração fosse festiva, alegre, envolvente.

       Na Procissão, a presença da Fanfarra de São João da Pesqueira, a convite dos Bombeiros Voluntário de Tabuaço, cartazes alusivos a Nossa Senhora, o ícone e a CRUZ das Jornadas Diocesanas da Juventude, com os jovens, as crianças da Primeira Comunhão, junto ao andor de Nossa Senhora, Os Bombeiros, e os sacerdotes e acólitos, as autoridades, e Banda de Música de Sendim, e todos os que fizeram questão em integrar a Procissão.

       Aqui ficam algumas das imagens deste dia tão significativo para a comunidade paroquial, e para toda a Vila de Tabuaço, bem como para muitas pessoas do Concelho.

Disponibilizamos outras fotos na página da Paróquia de Tabuaço no facebook.


04
Dez 12
publicado por mpgpadre, às 19:12link do post | comentar |  O que é?

       Desde alguns anos a esta parte que o sábado anterior à solenidade da Imaculada Conceição é o dia do Compromisso dos Acólitos, dos que já fazem parte e dos novos acólitos que se comprometem com a comunidade. Este ano, forma 5 os que integraram o grupo de acólitos: Ana Balsa, Ana Almeida, Bárbara, Luana e Sofia. Aqui ficam algumas imagens...:

Para outros fotos visitar a página da Paróquia de Tabuaço no facebook.


22
Dez 11
publicado por mpgpadre, às 11:22link do post | comentar |  O que é?

       Na edição de dezembro, o Boletim Voz Jovem reflete, de uma maneira muito particular, a vivência à volta da solenidade da nossa padroeira, Nossa Senhora da Conceição, pelo que os textos apresentados, bem como as imagens, são testemunho desta festa, ou melhor, expressam a devoção á Imaculada Conceição e como deverá ser referência, modelo, guia para os cristãos, para os vários grupos paroquiais, e para toda a comunidade, como deverá inspirar-nos no nosso trabalho pastoral nesta ocasião e ao longo de todo o ano. Obviamente, que o boletim é feito também de outras informações e de outras reflexões, como o Olhar de um jovem...

        Mas poderá ler nos diversos formatos...

       O Boletim poderá ser lido a partir da página da paróquia de Tabuaço, ou fazendo o download:


12
Dez 11
publicado por mpgpadre, às 09:00link do post | comentar |  O que é?

       A Solenidade da Imaculada Conceição é, para a comunidade paroquial de Tabuaço, o acontecimento mais importante. Tem-n'A como Padroeira e cada ano, com carinho e muita devoção, esteja chuva, nevoeiro, frio, um número significativo de pessoas participa na novena e um maior número na Eucaristia e na Procissão em honra da Padroeira. No decorrer da novena alguns momentos que têm ganhado relevância, o Compromisso dos Acólitos, e as comemorações dos Bombeiros Voluntários de Tabuaço, de que Nossa Senhora da Conceição é Madrinha.

       Aqui ficam em formato de vídeo as imagens dos vários momentos, mas sobretudo da Eucaristia e da procissão. Parte das fotografias foram-nos gentilmente cedidas pela Nucha Martins. A música de fundo que escolhemos - Nossa Senhora do Sim, interpretada pelo Grupo Coral da Catequese de Gavião, de Famalicão.


10
Dez 11
publicado por mpgpadre, às 09:50link do post | comentar |  O que é?

       Os elementos do grupo de acólitos da paróquia de Tabuaço renovaram o seu compromisso de servir Jesus Cristo na comunidade, no dia 3 de dezembro. Durante a Eucaristia, inserida na novena da Imaculada Conceição, com a pregação do Pe. António Giroto, novos acólitos se comprometeram, a Inês Rocha, a Tatiana, a Daniela e a Mara. No dia 4 de dezembro foi a vez do Samuel fazer o seu compromisso e passar a integrar o grupo de Acólitos.


08
Dez 11
publicado por mpgpadre, às 18:30link do post | comentar |  O que é?

REFLEXÃO proposta pelo Pregador para este dia e distribuída durante a Eucaristia, na Igreja Paroquial de Tabuaço, às 14h30:

        Todos os anos a comunidade de Tabuaço inicia o advento de um modo muito especial. Coloca-se ao lado de MARIA e inicia com ela uma caminhada de fé que a todos levará ao Natal de Jesus. O objectivo é fazer deste tempo um espaço de graça que parte da recordação da vivência cristã de MARIA para uma actualização e implicação de cada um de nós no projecto que Deus tem para todos. No presente ano a reflexão teve como tema “MARIA, Mulher Santíssima, transparência de Deus”.

       A necessidade e a vontade que temos de ser santos leva-nos a fazer da novena um momento de auto-exame, diagnóstico da nossa vida, da distância a que mantemos Deus.

       Na verdade, toda a nossa vida cristã é como um curso, um curso superior. Inscrevemo-nos e somos imediatamente seleccionados, sem concurso, no nosso baptismo. Temos aulas teóricas onde aprendemos e estamos com o Mestre e temos aulas práticas. A metodologia não é e-learning, não é à distância. O Mestre, o tutor, acompanha-nos em cada momento, estando ao nosso lado e ajudando na resolução de problemas, na superação de desafios, na partilha das dificuldades, mas está também na profundidade do nosso olhar, na largueza do nosso sorriso e na amplitude do nosso serviço. A avaliação, contínua, não assusta, antes é estímulo e impedimento de distracção dos nossos deveres. As notas, semestrais, trimestrais, mensais, diárias até, vão-nos dando o feedback do Mestre em relação ao nosso trabalho e à nossa produtividade.

       Para a maioria de nós é difícil ter 20 mas isso não impede nem desmotiva quem para isso luta. São necessárias aulas, muitas aulas, e prática, muita prática. A nota final valorizará muito o nosso esforço, a nossa dedicação, a nossa assiduidade, o nosso comportamento. Que o medo da negativa não nos faça anular a matrícula, desistir antes de tentar, partir para “exame de recurso”. Esse é o último momento e pode não ser suficiente para uma nota digna do Mestre. Não desistamos.

       Este é o curso da santidade do qual MARIA foi a melhor aluna. Temos autorização para copiar por Ela, podemos usar os seus apontamentos, o seu método (caminho para…). Mais, podemos tê-l’A connosco nos testes e nos intervalos, no estudo e na aplicação. MARIA ajuda a corrigir, a melhorar, a ter vontade de ser melhor, a olhar para o máximo sem medo de apenas conseguir o mínimo. O seu exemplo de Santidade torna-a transparência de Deus. As suas imagens e os seus ícones são reflexo de Deus para a humanidade. Não sejamos opacos para os que fazem parte da nossa turma, da nossa escola…

       A Sua santidade, nota máxima, passou sempre pelo sim ininterrupto dado ao Mestre. Ele continua connosco na esperança que sejamos seus discípulos. Os discípulos dos filósofos seguiam as ideias dos seus mestres e imitavam o seu agir. É esse o desafio, a oportunidade. Imitar o agir do Mestre implica dinamismo, caminhada, presença ao lado dos que precisam de Deus, dos que precisam do Deus presente em nós.

       A escola-vida encerra um misto de beatitude e dor, de felicidade e angústia, de alegria e de tormento (Beato João Paulo II, NMI, n.º 27). É o paradoxo de Jesus na Cruz, feliz por ter terminado o seu curso, por ter consumado a sua aprendizagem/realização, mas ao mesmo tempo angustiado por todos aqueles que não querem estudar, que ficam à margem, que ficam à espera de “Novas Oportunidades”.

       Com Maria, em vez de esperar para ver e vir, optamos por vir e ver. Em vez de viver na sombra, escolhemos o Sol de Deus que aquece, que ilumina, que dá vida.

       Estamos inscritos, temos número, temos turma, temos apontamentos. Alinhamos?

 

Pe. António Jorge Giroto


publicado por mpgpadre, às 18:02link do post | comentar |  O que é?

Ao 9.º dia da novena, o texto escolhido e proclamado foi o que narra o episódio de Maria junto ao Cruz, com o discípulo amado, tradicionalmente identificado com o apóstolo e evangelista São João.

        O pregador remeteu-nos para a Cruz de Jesus, sublinhando a necessidade de não excluir a cruz pela ressurreição, esta acontece porque a morte é real, é verdadeira. Junto à Cruz estavam poucos, mas a Sua Mãe estava. "A cruz não é lugar de culpabilidade mas de arrependimento".

       Maria está de pé junto à cruz, com doçura mas firme. Quando nos dobramos sobre nós, não vemos Deus, temos que levantar o pescoço, a cabeça, firmes, mesmo que o sofrimento seja intenso.

       Maria não grita, esquece-se de Si, não desvia o olhar de Jesus Cristo. Aponta sempre para Ele. Fixa-se no Seu Menino.

       Jesus que teve compaixão da viúva de Naim que vê morrer o seu filho único, ressuscitando-lho, agora não recorre ao milagre, também Ele filho único, mas vence a obediência.

       Quando Abraão vai ao alto do monte para oferecer o Cordeiro, Isaac interroga-o porque não levam com eles o cordeiro a imolar. Abraão diz simplesmente: Deus providenciará. Agora no alto do monte, no calvário, Deus entrega o Filho como Cordeiro. É Ele que tira o pecado do mundo.

A salvação não vem pelo sofrimento, mas pela obediência até ao fim, é um amor louco pela humanidade, por cada um de nós.

       Na cruz dá-se como que uma segunda anunciação: "Eis o teu filho". Maria torna-se a mãe de uma multidão, a mãe da Igreja. No nascimento Maria coloca o Menino na manjedoura, dá-O à humanidade. Agora é Jesus que no-l'A entrega. Que fazemos? Como o discípulo amado que A leva para casa?

       Com Maria, firmes diante da Cruz que nos redime, e mesmo que a noite da fé também nos envolva na dúvida, confiemos que Ela nos guia a Jesus, dissipe as nossas dúvidas e incertezas, apazigue o nossos medos.


publicado por mpgpadre, às 17:30link do post | comentar |  O que é?

       Ao 8.º Dia de novena, o nosso padre pregador, Pe. António Giroto, partiu da proclamação do Evangelho das Bodas de Caná da Galileia. Jesus, Sua Mãe e os discípulos são convidados para uma boda. A determinada altura, Nossa Senhora constata que os noivos não têm vinho e faz chegar rapidamente essa informação ao Seu filho Jesus.

 

O caminho de Maria é um caminho de Fé,ligado a Jesus.

       A partir de agora ela deixa o nome próprio e passa a ser a Mãe de Jesus. A presença de Maria increve-se numa lógica de caridade, como na visitação assim também nas bodas de Canaã. Sublinhe-se a delicada atenção de Maria e o exemplo de uma oração confiante: Ela não especifica a Jesus o que tem de fazer, Ele o saberá. Diz apenas que os noivos não têm vinho. Quantas vezes nas nossas orações já especificamos o que queremos e em que tempo queremos que Deus nos atenda e até "negociamos" a realização das nossas súplicas. Deus bem sabe o que precisamos.

       "A mediação ininterrupta de Maria; solidária com as necessidades humanas, mas confiante no plano de Deus (não sabia o que jesus ia pedir) - Maria... confia em Deus".

       Aos serventes, Maria diz apenas para que eles façam tudo o que Jesus lhes disser. Também nós precisamos de ser serventes de Deus, para que Ele continue a operar no mundo, para que os milagres continuem a realizar-se.

       Entre Maria e Jesus mantém-se uma ligação íntima, numa troca de olhares intensa, permanente, comunhão de alma e de coração. Ela confia, mesmo quando Ele lhe diz: que temos nós a ver com isso? Maria "sugere" aos serventes que sirvam confiantes.

  

"O vinho da boda é distribuído por toda a humanidade sedenta"

       As talhas que estavam por ali serviam para a purificação dos judeus. Tinha água suja. Deus serve-se até do nosso pecado para realizar o milagre. Naquelas talhas surge "o vinho da alegria oferecido por Deus... vinho das núpcias, da nova aliança, sangue do cordeiro.

 

O seguimento de Cristo

       Depois da Boda, Maria, Jesus e os seus discípulos desceram para Cafarnaum… Depois do milagre, da festa, tempo para refletir, para rezar, para fazer um exame de consciência sobre o sucedido, até para apreciar o dom. Por sua vez, Maria surge agora como discípula, acompanha Jesus e com Ele faz o caminho de Nazaré até Jerusalém, das Bodas até à Cruz, no Calvário...

 

A tentação da Mãe 

       Maria e José guiam-se pela certeza de que Jesus vem da parte de Deus, é o Filho de Deus altíssim, mas por outro lado a incredulidade do povo, as hesitações. Jesus esteve sujeito às tentações. Certamente também Maria o esteve. Mas que tentações? A tentação das mães, tentação de ir buscar Jesus, o Seu Menino, de O proteger contra os delatores, os boatos, a malediência, de não deixar que digam ma d'Ele, por exemplo quando é instada a ir ver o que se passa com Jesus, de Quem se dizia que tinha um espírito impuro, que estava possuído. A espada de dor que atravessa a alma de Maria é cada vez mais profunda. 

 

Caminho de alegria 

       "Feliz o ventre que te trouxe e os peitos que te amamentaram" - alguém grita o meio da multidão. Contudo Jesus acentua uma vez mais que felizes são os que escutam a Palavra de Deus e procuram fazer a Sua vontade. Isso vale para Maria, vale também pata nós.

       Perante Jesus é necessário assumir uma liberdade interior de acolhimento, de aceitação. Ele vem até nós para nos elevar. Deixemos que através de nós, Deus continue a operar maravilhas.


publicado por mpgpadre, às 17:06link do post | comentar |  O que é?

       No sétimo dia de novena o nosso pregador, Pe. António Giroto, partiu de duas passagens dos Evangelhos de Infância: a "Apresentação de Jesus no Templo e a Purificação de Nossa Senhora (4.º mistério gozoso) e a "perda e encontro de Jesus no Templo entre os Doutores da Lei (5.º mistério gozoso).

       Maria não precisava de purificação, Ela é sumamente pura, mas não quer "armar-se", cumpre, como todos os do seu tempo, com os preceitos religiosos prescritos. Assim o cumprem Maria e José em relação a Jesus.

       No templo estão dois anciãos, Simeão e Ana. São movidos pelo Espírito Santo. Quando o Espírito Santo guia as nossas escolhas não erramos.

       Simeão expressa a sua alegria ao receber o Menino nos seus braços. N'Ele reconhece o Messias prometido: "Agora Senhor, segundo a Tua palavra, deixareis ir em paz o vosso servo, porque os meus olhos viram a salvação que puseste ao alcance de todos os povos, luz para se revelar às nações, glória de Israel vosso povo." Nas palavras de Simeão, a certeza de que o Deus que vem está em seus braços, dado ao mundo por Maria.

       Mas se Simeão proclama a glória, também projeta a cruz: "uma espada atravessará a tua alma". Maria e José não entram em euforia nem se tornam depressivos. Confiam em Deus.

 

       A perda de Jesus no templo marca uma nova etapa na vida de Jesus, passa para a idade adulta, pode ler e comentar a Sagrada Escritura em público. Ele está onde deve estar, no templo. Maria e José dão-se conta que Jesus ficou para trás. Notam a ausência do MENINO. Quantas vezes nos apercebemos da ausência de Deus, não porque Ele esteja distante, mas porque o nosso pecado ou a nossa distração não nos permitem perceber a Sua presença. Precisamos de O procurar onde O poderemos encontrar. Maria e José voltam ao templo. Hoje, a Igreja é o lugar privilegiado para encontrar Jesus, no pão da Eucaristia. Podemos encontrar Deus no mundo, nas pessoas, na natureza, mas é na Igreja, nos Sacramentos, no Pão da Eucaristia onde Ele se dá inteiramente.

       Como Maria e José, precisamos de regressar, voltar, procurá-l'O, ou melhor, deixarmo-nos encontrar por Ele. Mas ainda que se esteja bem no templo, na Igreja, e nos sintamos fortes, não podemos ficar o tempo todo, temos de ir. Maria e José encontram o Seu menino no templo, depois regressam a casa, ao mundo, guardam as Suas palavras, para o testemunhar. Assim também nós, procuremo-l'O até o encontrar, como diria Santo Agostinho, e depois de O encontrar, continuemos a procurá-l'O... voltemos com Ele para a nossa casa, para o nosso mundo.


publicado por mpgpadre, às 16:30link do post | comentar |  O que é?

      No 6.º dia da Novena da Imaculada Conceição, o Pregador, Pe. Giroto, centrou a sua reflexão à volta do Evangelho de São Mateus, sobre o nascimento de Jesus.

        Habitualmente, a novena inicia com a recitação do Terço e a Eucaristia, incluindo a pregação, numa única celebração. Ao domingo, o Dia do Senhor, a novena tem uma configuração ligeiramente diferente, com a exposição e bênção do Santíssimo Sacramento, e que inclui o terço e a meditação.

       Depois da recitação do terço, a proclamação do Evangelho do nascimento de Jesus, para de seguida o Pe. António Giroto encetar a meditação do dia.

  • Jesus nasce numa pequena cidade, quase insignificante, mas nem por isso desprovida de simbolismo. Belém significa a casa do pão. Pão do deserto, o Maná, com que Deus alimenta o Seu povo; pão da Eucaristia, que Se transforma em Corpo de Cristo, com que nos alimentamos até à vida eterna, e que agora adoramos; pão dos pobres que somos chamados a partilhar, a distribuir pior quem o não tem.
  • Por vezes vivemos na nostalgia do passado ou no desejo do futuro e esquemo-nos de viver o presente. Queremos regressar ao passado que já não volta, ou antecipar o futuro que ainda não vem. Quando comemos a maça verde ela faz-nos mal, pois ainda não tem todas as propriedades que lhe são próprias e que nos tornam mais fortes. Maria espera 9 meses, com paciência e alegria. Ao fim desse tempo torna-se Mãe de Deus, do Deus que vem e que fica, torna-Se homem para nos divinizar. Rezamos, pedimos a Deus, mas não Lhe damos tempo, com pressa não esperamos por Ele.
  • Depois do nascimento, Maria não fica com o menino nos seus braços, coloca-O na manjedoura, para que O possamos tocar, pegar ao colo, fazer-lhe mimos. Ele está assim tão perto de nós, como agora no Santíssimo Sacramento.
  • Os Magos vêm, vêem e adoram-n'O e deixam-se transformar por Ele. No encontro pessoal com Jesus, o Deus menino, os Magos mudam de vida, voltam por outro caminho. Quando nos encontramos com Deus, com Jesus Cristo, também mudamos, não podemos regressar à mesma vida, aos mesmos hábitos.
  • Uma das frases, colocada na Igreja, e lema para os meses de Outubro e Novembro é "Ide e Ensinai". Mas antes disso é preciso vir e ver, fazer a experiência de encontro pessoal com Cristo e então, depois ir anunciá-l'O em palavras e obras, ou melhor testemunhá-l'O pela caridade.
  • É necessário vir para ver e não estar à espera de ver para vir, senão não vimos e não vemos. Se viermos, podemos vê-l'O assim desta forma, tão perto de nós...


publicado por mpgpadre, às 16:08link do post | comentar |  O que é?

       Na paróquia de Tabuaço o Sábado é da catequese e a celebração eucarística tem a presença das crianças e dos adolescentes, pelo que a pregação também se adapta. Assim, o Pe. António Giroto, procurou dialogar com os meninos e meninas da catequese, fazendo diversas perguntas. O Domingo II do Advento consagra João Baptista, o Precursor do Messias, com ele descobrimos que o mais importante não é a roupa que se veste mas a atitude perante os outros. Com João Baptista, o desafio a preparar o caminho do Senhor.

       Como se preparam os caminhos do Senhor? Fazendo o bem. Fazendo um exercício espiritual: procurar ver nos outros Jesus Cristo, como se em cada pessoa estivesse grávida, com Jesus Cristo. Assim, como se tratam bem as mulheres grávidas, procurando satisfazer os seus desejos, assim também devemos tratar cada pessoa, que traz em si Jesus Cristo.

       Tempo houve ainda para lembrar o episódio da perda e encontro de Jesus no templo: dedicar tempo a Deus...


publicado por mpgpadre, às 14:40link do post | comentar |  O que é?

       No segundo dia de novena, o pregador, Pe. António Giroto, partiu do evangelho da Anunciação, para sublinhar como em Maria se cumprem as promessas de Deus, num SIM que não é estanque, mas criativo. Ela é a cheia de Graça. É-lhe anunciado o desígnio de Deus, mas respeitando a sua liberdade, por inteiro. Disse sim, poderia ter dito não. Não seria por isso mais livre.

       A este propósito o Pe. Giroto contou uma pequena estória/fábula, em que uma cabra decidiu pedir ao seu dono que a libertasse do redil, pois dessa forma seria mais livre. O dono, sabendo os perigos que correria quando saísse e deixasse de estar "presa", protegida pelas comportas, procurou dissuadi-la, dizendo-lhe que dentro estava segura, livre, viva e que no exterior poderia ser comida pelos lobos. Decidiu aventurar-se pelo mundo exterior. Foi devorada pelos lobos. Não mais voltou.

       Por vezes precisamos de nos sentir "amarrados", presos a Jesus Cristo para vivermos confiantes a nossa vida, sentindo-nos livres no bem.

       Maria deixou-Se prender pela Palavra de Deus.

       Por outro lado, lembremos que o seu sim é atual, e não passado. Ela não diz sim e aguarda passivamente que se realize a vontade de Deus. Não é um "fez-se", mas um "faça-se", continuamente, pelo compromisso diário com os outros.


01
Dez 11
publicado por mpgpadre, às 21:00link do post | comentar |  O que é?

       É este o tema escolhido pelo pregador, Pe. António Giroto, para a Novena da Imaculada Conceição, que se iniciou ontem. No primeiro dia, a bênção e a colocação de uma nova coroa, na imagem de Nossa Senhora, oferecida com esse propósito.

       Na homilia, o Pe. Giroto, partindo do tema geral escolhido, para este primeiro dia de novena, refletiu na santidade a que todos somos chamados. Maria vive em santidade, que se expressa em diversos momentos da Sua vida. Também nós, como criaturas podemos ser santos, "santo é o pecador que não desiste". Numa imagem muito atual, o pregador frisou que deveríamos fazer um facebook (livros das caras) espiritual, isto, deveríamos ser "caras" transparentes, como Maria, que transparecem o próprio Deus.

A bênção:
Abençoai e santificai esta coroa, que vamos colocar na imagem da nossa padroeira, Nossa Senhora da Conceição, simbolicamente coroando-a como rainha e Senhora nossa, Mãe de Jesus e Mãe da Igreja. Que esta imagem resplandecente e bela nos ajude a fixar o nosso olhar e o nosso coração na beleza de Nossa Senhora, na Sua vida, no Seu sim, na Sua prontidão em ajudar e a interceder por todos nós. Ao colocarmos-lhe a coroa, ao fixarmos o nosso olhar na Sua glória, possamos elevar as nossas orações e o nosso olhar para o Seu filho Jesus, deixando que ressoe em nós o Seu apelo: “Fazei tudo o que Ele vos disser”. Como Isaías profetizava acerca do Messias, também nós não nos deixemos enganar pelas aparências, mas elevemos desta Imagem de Maria, próxima de nós, o nosso Espírito para Deus, em Quem Ela pôs toda a confiança e com ela possamos rezar: a minha alma louva ao Senhor porque olhou para a humildade dos seus servos. E com ela possamos também dizer sim: faça-se em mim segundo a tua vontade. Por nosso Senhor…


07
Dez 10
publicado por mpgpadre, às 10:20link do post | comentar |  O que é?

       1 – Encontros. Nem todos têm a mesma profundidade. Cada encontro deveria ser único. Cada encontro deveria provocar mudança. Quando nos encontramos, a nossa vida enriquece-se.

       Encontrar o outro não é tarefa fácil. Encontrarem-nos também não. O encontro implica-nos, compromete-nos, responsabiliza-nos.

       No Principezinho mostra-se essa clarividência: somos responsáveis pelas pessoas que cativamos. O outro, quando deixo que me encontre, quando o quero encontrar, torna-se especial, torna-se único, muda a minha vida para sempre e muda a qualidade do meu relacionamento com todos os outros.

       Fazemos esta experiência todos os dias: quando amuámos com alguém, a expressão do nosso rosto muda para todas as pessoas. Quando descobrimos a alegria e a paz com esta ou com aqueloutra pessoa, o nosso rosto adquire luz para todas as pessoas que encontrarmos durante o dia.

 

       2 – Quem se encontra com Jesus Cristo descobre um sentido novo para a sua vida:

  • A Samaritana (Jo 4, 1-42). Um diálogo de descoberta. Jesus interpela-a na sua vida pessoal mas também na sua maneira de se colocar diante de Deus. A Samaritana é desafiada a descobrir a verdade. Converte-se a Jesus e anuncia-O.

  • A mulher adúltera (Jo 8, 1-11). Ninguém te condenou. Vai e não voltes a pecar.

  • Zaqueu (Lc 19, 1-11). O cobrador de impostos, ao serviço do império romano, traidor para os judeus. Jesus encontra-O e Ele muda: compensa os que roubou e dá aos pobres, com generosidade.

  • A mulher que toca no manto de Jesus (Mt 9, 20-22). No meio de uma multidão, a mulher encontra-se. Por vezes bastava-nos tocar o olhar de Jesus, deixarmo-nos envolver pela luz que brota do Seu rosto.

  • Apóstolos. Jesus cruza-se com eles, no meio da multidão, nos seus postos de trabalho. Interpela-os. Vinde e vereis. De discípulos tornam-se Apóstolos. Ouvintes e anunciadores.

  • João Baptista (Lc 1, 39-45). Ainda no seio materno, um e outro. O encontro traz a alegria.

  • Mesmo o jovem rico (Lc 18, 18-27) não fica indiferente à figura de Jesus, quer mais mas naquele momento ainda não está preparado para se deixar envolver pelo chamamento do Mestre. 

       3 – Ao longo da História da Igreja os exemplos multiplicam-se: Paulo de Tarso (Act 9,1-30) – cai em si (ou cai do cavalo) e, perseguindo cristãos, depara-se com a figura de Jesus. A sua vida dá uma volta de 180 graus. De Perseguidor a Apóstolo.

  • Santo Agostinho. O encontrocom Jesus transforma-o. A sua vida doravante é dedicada ao estudo, à oração, à reflexão, à pregação da Palavra de Deus.
  • S. Francisco de Assis. Da riqueza material à pobreza, à simplicidade, para que o Evangelho passe pela sua vida, em todos os seus gestos.

  • Inácio de Loyola, S. Francisco Xavier, Madre Teresa de Calcutá, João Paulo II, Padre (Pai) Américo e tantos homens e mulheres.

        4 – Novena da Imaculada Conceição: lugar e espaço para o encontro da comunidade com Nossa Senhora. De Maria, nossa Mãe para Jesus: Fazei tudo o que Ele vos disser. Vamos ao encontro de Jesus, deixemo-nos tocar por Ele, envolver pela luz do Seu olhar, converter pela Palavra que nos dirige.

 

Editorial Voz Jovem, n.º 92, Novembro 2007


29
Dez 09
publicado por mpgpadre, às 14:13link do post | comentar |  O que é?

       O boletim paroquial Voz Jovem, de Dezembro de 2009 está disponível em formato impresso no primeiro dia do ano e também em formato digital/electrónico. Pode ler os diversos textos, informações, comentários a partir da página do BOLETIM, ou fazendo o respectivo download abaixo indicado.

       O assunto principal é a celebração da Festa da Padroeira, com a novena e com a celebração festiva, a Festa de Natal da Cateques e, no Editorial, uma reflexão sobre a Eucaristia e os silêncios litúrgicos, o olhar de um jovem e outras informações da paróquia.

|| Formato PDF | Formato XPS ||


07
Dez 09
publicado por mpgpadre, às 12:28link do post | comentar |  O que é?

       Nesta novena da Imaculada Conceição, em Tabuaço, vamos meditar um pouco sobre a forma como Nossa Mãe soube escutar a Palavra do Senhor. Não tenhamos vaidade ou presunção de que vamos saber tudo sobre a escuta da Imaculada. Este é apenas um grão de areia no deserto. Mas este grão, se o pusermos em prática, melhorará a nossa vida. 

       Nós, para escutarmos alguém temos que estar em silêncio, dentro de nós, e fora de nós também. “Vou levar o meu povo ao deserto e aí lhe falarei a sós”. A Imaculada Conceição quer falar-nos a sós, para melhor compreendermos a mensagem que Ela nos quer comunicar, como bons filhos, a mensagem do Seu Filho e nosso Deus. Esta comunicação é de grande honra para nós e principalmente se escutarmos um por cento do que Ela escutou.     

       Para escutar o Senhor eu tenho que ter a pré-disposição para escutar, ter fé n’Ele e ser humilde para que nada se perca. Então poderei dar uma resposta capaz e sentir-me-ei feliz não só por ter escutado mas pelas maravilhas que Deus possa fazer em mim, na missão e envio que Ele escolheu.
       Em todos os santuários marianos ou nas devoções marianas, o centro de toda a celebração é a Eucaristia. A Imaculada quer assim porque foi assim que Ela começou. Cristo no seu coração e no seu seio virginal. A melhor forma de escutar a PALAVRA é tê-la no coração, como Ela fez toda a sua vida: quando os pastores vieram ao presépio, no encontro com os doutores no templo, e em todo o tempo de vida pública de Jesus.
       E nós quanto tempo meditamos na palavra do Senhor? Gastamos mais tempo com o nosso corpo só em alimentação do que a rezarmos ou louvarmos a Deus. O normal é gastarmos uma hora para fazermos três refeições, além dos biscates que fazemos pelo meio. Fazemos uma hora de oração por dia? E se falarmos em outras preocupações que temos com o corpo? Tomar banho, pintar, ver televisão, internet, outras diversões e dormir? Isto tudo para o corpo que hoje existe e a qualquer momento pode desaparecer? E a nossa parte espiritual? Nós levamos duas coisas deste mundo: o bem e o mal que nós fazemos. “As crianças quando nascem, nascem com as mãos fechadas; isso significa que querem tudo para elas. Mas quando nós morrermos, tanto crianças como adultos, morreremos de mãos abertas”. Porque nada serve para levar para o outro mundo. Viemos passar alguns dias de férias, mas sem sabermos quando terminam. “Quem de novo não morre, de velho não escapa”. Por conseguinte, não estejamos presos às coisas deste mundo. Elas foram criadas para nos servirmos e não para nós as servirmos a elas, ou sermos escravos delas.
       Temos sete dias por semana para nós. E não temos uma hora para dar ao Senhor na Eucaristia? A nossa ingratidão e egoísmo é muito. E dizemos muitas vezes, “vou assistir à missa”. Assistir a alguma coisa é aquilo que está fora de mim, em que eu não participo. Mas a Missa deve ser participada no seu todo, desde o princípio até ao fim. Também concordo com aqueles que vão assistir a Missa, se eles nem sequer respondem, não fazem uma leitura, não cantam, não estão com respeito, chegam tarde e são os primeiros a sair. No fim da Eucaristia, o celebrante em vez de dizer “ide em paz e o Senhor vos acompanhe”, deveria dizer, “ide em paz e que o Senhor vos apanhe”.
       Temos todos os motivos para não ir à Missa: chegou um familiar me que há muito tempo não vejo, ou uma amigo; tenho que ir a uma festa de anos; está a chover muito; está muito frio; vou a um passeio e não sei onde fica a igreja, etc. Mas se tiver uma diarreia em que me borro todo sei onde fica o hospital. Se vou fazer uma viagem de avião estou no aeroporto duas horas antes da partida; se for apanhar o comboio não chego na hora da partida, se for falar ao presidente da Câmara, ao médico, advogado, etc. chego sempre antes da hora marcada, para não perder a oportunidade. E porque é que chego à missa tarde? Infelizmente não sei dar valor à bondade, à misericórdia e ao amor que Deus tem por mim.
       Já viram alguma casa de moradia sem cozinha? Uma casa sem cozinha é morte certa porque não posso viver sem comer. Um cristão que não vai à Missa também está morto.
       A Eucaristia é o momento mais alto que nós temos na nossa vida. Onde nós reconhecemos que somos pecadores, onde achamos o Senhor, escutamos, entramos na intimidade, perdoamos uns aos outros, comemos, agradecemos e trazemos dentro de nós Jesus Cristo. E para que Ele permaneça em nós temos que ter uma vida de oração, ou seja, uma conversa amiga todos os momentos da nossa vida.
 
       NB – todas estas comparações não passam de lodo com as realidades inenarráveis celestiais.
 Frei António Andrade Café, OFM


08
Dez 08
publicado por mpgpadre, às 19:52link do post | comentar |  O que é?

 


29
Nov 08
publicado por mpgpadre, às 19:13link do post | comentar |  O que é?

 

      Com o início do ADVENTO, na nossa paróquia inicia-se também a novena da Imaculada Conceição.

     A festa da PADROEIRA - Nossa Senhora da Conceição - é antecedida da Novena, sempre com uma participação significativa da comunidade.

     A pregação, neste ano paulino está ao encargo do reverendo Pe. Luís António, pároco de Sendim, de Paradela e da granjinha e cujo lema sacerdotal coincide, em parte, com o lema da paróquia: "Para mim viver é Cristo... Já não sou eu que vivo, é Cristo que vive em mim".

     Deixemo-nos guiar por Maria, a Senhora da Conceição.


mais sobre mim
Relógio
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Visitantes
comentários recentes
O mundo atual precisa do testemunho cristão. Livro...
Saudações fraternas. Claro que sim. Ao longo da Su...
Caríssimo, no texto que comento, anuncia a experiê...
Sofres do síndrome de última bolacha do pacote
Quero agradecer por essa linda história e texto po...
Gostei da trilogia.http://numadeletra.com/1q84-liv...
Olá!Caí neste comentário acerca deste último livro...
http://numadeletra.com/41791.html
também gostaria de o conhecer pessoalmente acho in...
Bom dia. Alguns elementos para o ofertório estão v...
Bom dia. Sou catequista na minha paróquia e estamo...
Mais uma vez, muitos parabéns por nos dar este bel...
Eu já sabia que não devemos menosprezar nunca o po...
Bom dia. Eu é que agradeço, pela presença, pelo in...
Bom dia Padre Manuel! É sempre com muito agrado qu...
arquivos
Pinheiros - Semana Santa
- 29 março / 1 de abril de 2013 -
Tabuaço - Semana Santa
- 24 a 31 de abril de 2013 -
Estrada de Jericó
pesquisar neste blog
 
Velho - Mafalda Veiga
Festa de Santa Eufémia
Pinheiros, 16/17 de setembro de 2012
Primeira Comunhão 2013
Tabuaço, 2 de junho
Papa Bento XVI
Profissão de Fé 2013
Tabuaço, 19 de maio
blogs SAPO