...espaço de discussão, de formação, de cultura, de curiosidades, de interacção. Poderemos estar mais próximos. Deus seja a nossa Esperança e a nossa Alegria...
17
Ago 14
publicado por mpgpadre, às 15:00link do post | comentar |  O que é?

SOLOMON NORTHUP (2014). 12 Anos Escravo. Queluz de Baixo: Marcador Editora. 264 páginas.

 

       Como o próprio título indica, o livro fala de escravidão, na primeira pessoa. No final do século XIX, nos Estados Unidos da América. Alguns Estados já não permitiam a escravatura, mas havia outros onde estava em vigor. Solomon Northup é um homem livre, que nasceu livre, no Estado de Nova Iorque, com a mulher os filhos. A sua vida é tranquila, trabalhando por uma vida digna. É um bom carpinteiro e toca rabeca como ninguém.

       Em busca de trabalho, é abordado por dois homens que lhe prometem bom salário, prémios, na trabalhar num circo. Após um a noite de copos, acorda acorrentado se sem documentos que ateste a sua liberdade. Sempre que um "preto" viajasse teria que ter documentos como era um homem livre, para não correr o risco de ser levado à justiça, ou feito escravo num estado em que a escravatura fosse admissível. Mais tarde esses registo e os testemunhos vão ser uma enorme ajuda para ser declarado homem livre.

        Silenciado pela violência para não revelar que é homem livre, originário de Nova Iorque, com mulher e filhos, será vendido para o dono de uma plantação no Lusiana. É feito escravo. Durante 12 anos. Na própria pele fica a saber o que significa ser escravo e tratado como outro animal, cujo valor se calcula pela utilidade. Para o patrão cada escravo é uma mercadoria que pode dar-lhe dinheiro a ganhar. Ainda assim encontra patrões com bom coração, que julgam que a escravatura não tem nada de mal, mas que tratam os escravos com benevolência. Outros patrões cometem todo o tipo de tropelias. Para alguns as chicotadas são o pão nosso de cada dia. Cada escravo tem que produzir cada vez mais.

       Durante todo o tempo, Solomon sonha em regressar a casa, assumindo a sua vida de homem livre, para encontrar os braços da esposa e o carinho dos filhos.

       Fugir ou pedir a intercessão de quem possa levar informações a pessoas de bem que em Nova Iorque poderão despender esforços em vista à sua libertação. Alguns esforços são em vão. Outros são descobertos, dificultando ainda mais a vida como escravo. A rabeca ajuda-o a ter alguma paz, bem como os dotes para a carpinteira. Uma carta chega à sua terra natal, dando origem à sua libertação e respetivo regresso a casa. A mãe entretanto morrera e já tem um neto.

       O relato é feito pelo próprio Solomon, um ano depois de regressar à liberdade. É um testemunho na primeira pessoa, dando uma ideia mais precisa e real do que significa ser escravo.

       A história já está em filme, nomeado para 9 Óscares e venceu o Globo de Ouro para melhor drama.


mais sobre mim
Relógio
Agosto 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
15

20

25
26
27
28
29

31


Visitantes
comentários recentes
O mundo atual precisa do testemunho cristão. Livro...
Saudações fraternas. Claro que sim. Ao longo da Su...
Caríssimo, no texto que comento, anuncia a experiê...
Sofres do síndrome de última bolacha do pacote
Quero agradecer por essa linda história e texto po...
Gostei da trilogia.http://numadeletra.com/1q84-liv...
Olá!Caí neste comentário acerca deste último livro...
http://numadeletra.com/41791.html
também gostaria de o conhecer pessoalmente acho in...
Bom dia. Alguns elementos para o ofertório estão v...
Bom dia. Sou catequista na minha paróquia e estamo...
Mais uma vez, muitos parabéns por nos dar este bel...
Eu já sabia que não devemos menosprezar nunca o po...
Bom dia. Eu é que agradeço, pela presença, pelo in...
Bom dia Padre Manuel! É sempre com muito agrado qu...
arquivos
Pinheiros - Semana Santa
- 29 março / 1 de abril de 2013 -
Tabuaço - Semana Santa
- 24 a 31 de abril de 2013 -
Estrada de Jericó
pesquisar neste blog
 
Velho - Mafalda Veiga
Festa de Santa Eufémia
Pinheiros, 16/17 de setembro de 2012
Primeira Comunhão 2013
Tabuaço, 2 de junho
Papa Bento XVI
Profissão de Fé 2013
Tabuaço, 19 de maio
blogs SAPO